Foto: G1 Ceará

Terça-feira, 5 de fevereiro, é o Dia Nacional da Mamografia. A data foi criada para sensibilizar as mulheres para a importância de realizar o exame para a detecção precoce do câncer de mama. A doença é a principal causa mundial de morte pela na população feminina. Cerca de 1,4 milhão de casos novos dessa neoplasia são esperados anualmente em todo o mundo, o que representa 23% de todos os tipos de câncer. No Brasil, a estimativa de novos casos em 2018 foi 59.700. No Ceará, 2.200 casos novos eram estimados.

A mamografia serve para avaliar os tecidos internos da mama e para diagnosticar precocemente nódulos e tumores, o que só é possível caso a mulher esteja realizando o exame regularmente. Por isso, o Ministério da Saúde preconizou em suas últimas Diretrizes para Prevenção do Câncer de Mama que toda mulher brasileira, ainda que sem sintomas, realize pelo menos uma mamografia a cada dois anos a partir dos 50 e até os 69 anos. Estudos científicos mostraram que realizar o exame com essa periodicidade aumenta a sobrevida em caso de descoberta de câncer.

O exame, como qualquer outro, é realizado tanto pela rede de saúde pública quanto pela complementar. Contudo, o Sistema Único de Saúde (SUS) garante a toda brasileira o acesso gratuito à mamografia. Basta que o exame seja solicitado num posto de saúde ou hospital, por um profissional médico, um ginecologista ou um mastologista. O Ceará tem 87 mamógrafos disponíveis para o atendimento pelo SUS, 19 nas policlínicas regionais, da rede pública do Governo do Ceará, número mais que suficiente para atender a necessidade.

Rede estadual

As policlínicas regionais facilitam o acesso das mulheres ao exame de mamografia na região onde moram, sem precisar de deslocamento para a capital ou outras regiões mais distantes de casa. O acesso ao atendimento é por meio da Central de Regulação, sendo as pacientes encaminhadas pelas unidades básicas de saúde do município onde residem.

As policlínicas regionais estão localizadas em Acaraú, Aracati, Barbalha, Baturité, Brejo Santo, Camocim, Campos Sales, Caucaia, Crateús, Icó, Iguatu, Itapipoca, Limoeiro do Norte, Pacajus, Quixadá, Russas, Tauá, Tianguá e Sobral. Juntas, em 2018, realizaram 54.214 mamografias.

Ainda na rede pública de saúde do Governo do Ceará, há o Instituto de Prevenção do Câncer (IPC), unidade secundária que atende pacientes encaminhadas pelas unidades básicas de saúde. Para realizar exame ou fazer uma consulta com algum especialista, a mulher deve ser encaminhada pelo município, pois é o município que marca o dia e a hora para o paciente ir se consultar.

Câncer de mama

O câncer de mama é um tumor curável em até 98% dos casos se detectado na fase inicial e o diagnóstico precoce pode evitar a retirada do seio. As mulheres devem ficar atentas aos sintomas do câncer de mama e, assim que um deles for percebido, procurar um médico o mais rápido possível. Os principais sinais são o aparecimento de ínguas nas axilas, modificações na forma e no tamanho das mamas, saída de secreção escura ou com sangue pelo mamilo e modificações na pele, na aréola mamária ou no mamilo.


COMENTE ABAIXO ⬇

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.