25.1 C
Itapipoca

Nós Itapipoca

Incentivo para indústrias no interior deve gerar 3,5 mil empregos

Nove municípios do Estado serão beneficiados com a construção de galpões pela Adece, oferecidos como diferencial para empresas se instalarem fora dos grandes centros. Objetivo é estimular o desenvolvimento local.

mais lidas

Covid-19: ‘Mapa de risco’ do estado mostra Itapipoca em ‘alerta moderado’

Indicador considera aumento do número de casos diários, de internações, de testes positivos, de mortes e de leitos de UTI ocupados entre 15 e 28 de novembro.

Mãe, filho e dois homens morrem carbonizados em acidente entre carro e caminhão em Acaraú

Vítimas retornavam de uma consulta em Fortaleza em um carro da Prefeitura de Jijoca de Jericoacoara. Uma pessoa sobreviveu.

Polícia cumpre mandado de prisão contra suspeito de homicídio em Uruburetama

Homem foi preso na manhã de sábado (28) no Centro de Uruburetama.

Itapipoca vence Iguatu e se classifica para a semifinal do Cearense Série B

Jogo aconteceu na tarde deste sábado (28) no Estádio Perilo Teixeira.

Para alavancar a atividade econômica de nove municípios cearenses, o Governo do Estado, por meio da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece), está construindo galpões que devem gerar emprego e renda para a população local. A expectativa é que, após a conclusão, sejam criados mais de 3,5 mil postos de trabalho no total.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Os galpões são construídos em municípios do interior e utilizados como uma forma de atrair indústrias, principalmente para localidades onde o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é baixo. O objetivo é que, a partir da geração de empregos, a economia dos municípios se desenvolva, trazendo também melhor qualidade de vida à população, além de reduzir a migração para os grandes centros. Em troca, as empresas utilizam a estrutura mediante o pagamento mensal de uma espécie de taxa de monitoramento.

O presidente da Adece, Eduardo Neves, acrescenta que as empresas, além do pagamento da taxa, têm de cumprir os termos do acordo para a instalação, como meta de geração de empregos. Os galpões que estão em fase de licitação ou em construção irão ficar em Irauçuba, Icó, Brejo Santo, Senador Pompeu, Boa Viagem, Pentecoste, Umirim, Itapipoca e Solonópole, e devem beneficiar empresas dos segmentos calçadista, de saúde e de autopeças.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Interiorização

Neves ressalta que a iniciativa é importante para que seja possível empresas escolherem municípios longe dos grandes centros para se instalar. “Se a gente não tiver esse diferencial, a gente não consegue atrair. Tem que compensar a distância do eixo logístico, o custo do frete para o transporte da matéria-prima e da produção. Senão, o empresário vai optar por ficar perto dos grandes centros”, aponta.

Ele ressalta que as empresas que se beneficiam do incentivo são de pequeno e médio portes, e não têm necessidades específicas para a instalação, além de mão de obra. “Para as grandes, o incentivo fiscal já é o suficiente”, diz.

Hoje, já existem 16 galpões da Adece cedidos em regime de comodato, em dez municípios (Aracati, Barbalha, Brejo Santo, Irauçuba, Massapê, Pentecoste, Quixeramobim, Senador Pompeu, Tauá e Umirim), gerando mais de 5,5 mil empregos. Os equipamentos atendem a empresas dos setores calçadista, têxtil, químico e de serviços.

“Em Senador Pompeu, a Adece está concluindo a terceira etapa de expansão. Hoje, a empresa instalada já emprega mais de 1,5 mil pessoas. Além desse galpão da Adece, a empresa construiu um segundo galpão no Município, onde também emprega a população”, exemplifica Neves.

Ele ainda destaca a mudança que se vê com a instalação das empresas. “Onde tem qualquer uma dessas indústrias, a cidade muda completamente, porque a atividade econômica injeta recursos. Há casos em que a folha de pagamento da empresa é maior que os próprios recursos injetados na economia local”.

Fonte: Diário do Nordeste

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

últimas notícias

Moradores reclamam de falta de água em alguns bairros de Itapipoca

O problema é recorrente e piora nos últimos quatro meses do ano. É preciso transpor água de fontes alternativas para suprir a demanda da cidade.

Prefeito eleito em Itapipoca, percorre a pé, 138 KM para pagar promessa em Canindé

Chegada na cidade de Canindé está prevista para o início da manhã de sábado (5).

Quem receber auxílio emergencial de forma irregular terá que devolver

O governo federal deve enviar mensagens de celular para 2,6 milhões de beneficiados que não tinham direito ao auxílio emergencial.

Covid-19: ‘Mapa de risco’ do estado mostra Itapipoca em ‘alerta moderado’

Indicador considera aumento do número de casos diários, de internações, de testes positivos, de mortes e de leitos de UTI ocupados entre 15 e 28 de novembro.

Preço do botijão de gás de cozinha fica 5% mais caro a partir desta quinta-feira

Com o mais novo reajuste, preço do gás liquefeito de petróleo (GLP) acumula alta de 21,9% no ano.

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!