25.1 C
Itapipoca

Nós Itapipoca

Três pessoas são presas suspeitas de aplicar golpes em clientes de agências bancárias em Itapipoca e Crateús

Os suspeitos agiam, também, em outros estados do Nordeste. A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) apreendeu ainda cerca de R$10.000

mais lidas

Duas mulheres e um homem foram presos nessa quinta-feira (20), nos municípios de Crateús e Itapipoca, respectivamente, suspeitos de aplicarem golpes a clientes de agências bancárias no Ceará e em outros estados do Nordeste. Conforme a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), foram apreendidos cerca de R$ 10.000  com o trio, composto por Gérson Frota Sousa, de 45 anos, e pelas mulheres Neide Garcia, 43, e Ana Maria Ferreira Alves, 59.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

De acordo com a Polícia Civil, o trio aplicava o “golpe do baludo”,consistido em oferecer uma recompensa à vítima que, em uma agência bancária, devolve uma falsa quantia em dinheiro perdida pelo suspeito no estabelecimento. Gérson Frota, natural do Ceará e Neide Garcia e Ana Maria, originárias do Norte do país, foram capturados após uma vítima identificá-lo. Ela havia perdido cerca de R$ 6.000 para o estelionatário em Crateús, no ano de 2019. 

Gérson Frota, segundo a PCCE, estava em Itapipoca, em uma condução do transporte intermunicipal, a caminho de Fortaleza, quando foi capturado pelos agentes. As outras duas suspeitas foram presas pela Polícia no Bairro Centro, em Crateús. A Corporação apreendeu, além da quantia em dinheiro, um automóvel e produtos utilizados como recompensa para lesar as vítimas, como caixas de sapato, relógios e outros objetos. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Conforme a PCCE, Gérson Frota tem antecedentes criminais por estelionato, porte ilegal de arma de fogo, roubo e furto; Neide Garcia apresenta passagens pela Polícia por estelionato no Maranhão e Ana Maria que já responde por roubo em Pernambuco. O trio foi encaminhado para Delegacia Regional de Crateús, na qual foram, também, autuados por associação criminosa, estando eles à disposição da Justiça. A Polícia Civil investiga o caso.

Fonte: Diário do Nordeste

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

últimas notícias

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!