Tragédia em Praga: Atirador mata 15 e fere 24 em universidade

Incidente choca a República Tcheca, enquanto a polícia e serviços de emergência atuam no local

Publicidade

Mais lidas

Na tarde desta quinta-feira, um atirador armado causou pânico na Universidade Charles, em Praga, matando pelo menos 15 pessoas e deixando outras 24 feridas, antes de ser “eliminado” pelas autoridades. O tiroteio ocorreu no prédio da faculdade de artes, localizado na Praça Jan Palach, em um dos centros educacionais mais prestigiados da República Tcheca.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A polícia tcheca respondeu ao chamado de emergência pouco depois das 15h, horário local, informando sobre a ocorrência de um tiroteio. O atirador, identificado como um aluno da faculdade, teve seu pai encontrado morto anteriormente na mesma manhã.

O prefeito de Praga, Bohuslav Svoboda, expressou consternação diante do trágico evento, destacando a mudança no cenário social. “Sempre pensávamos que isso era uma coisa que não nos dizia respeito. Agora acontece isso, infelizmente, nosso mundo também está mudando e o problema de atiradores individuais está surgindo aqui também”, declarou à TV tcheca.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Relatos do diretor da Galeria Rudolfinum, Petr Nedoma, descreveram o momento do ataque. “Vi na galeria um jovem que tinha uma arma na mão, tipo uma arma automática, e atirava em direção à ponte Manes”, disse Nedoma à TV tcheca. A polícia isolou a praça e a área adjacente, enquanto ambulâncias e veículos de emergência se alinhavam ao redor do prédio da universidade.

Um e-mail urgente enviado a funcionários e estudantes orientava o confinamento em seus escritórios. “Não vá a lugar nenhum, se estiver nos escritórios, tranque-os e coloque móveis na frente da porta, apague as luzes”, alertava o comunicado.

A situação mobilizou autoridades, levando o primeiro-ministro tcheco, Petr Fiala, a cancelar seus compromissos e se dirigir a Praga. Crimes envolvendo armas de fogo são consideravelmente raros na República Tcheca, com a última tragédia semelhante ocorrendo em dezembro de 2019, quando um homem armado matou seis pessoas em um hospital na cidade de Ostrava, no leste do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!