O animal havia encalhado na praia em 2011 e os pesquisadores enterraram a ossada para preservação. Foto: Mateus Ferreira

Na manhã deste sábado (26), na Praia da Baleia, em Itapipoca, uma equipe de biólogos e veterinários iniciam a retirada de um esqueleto de uma baleia fêmea, um cachalote, de 10 metros de cumprimento, pesando em torno de 10 toneladas. O animal havia encalhado na praia em 2011 e os pesquisadores enterraram a ossada para preservação.   

No domingo (27) a equipe retorna ao local para a extração do crânio. A carcaça será levada para o novo Centro de Formação Cultural da Colônia de Pescadores da Praia da Baleia onde será feito o processo de osteomontagem do esqueleto. O mesmo fará parte do acervo do Museu da Baleia (MUBA), que fará parte dos equipamentos do novo centro. 

As escavações se iniciam com uma retroescavadeira, para só depois a equipe entrar com equipamento menores.
Foto: Mateus Ferreira

“A nossa intenção é manter a baleia no Muba servindo como ícone representante da Praia da Baleia”, ressalta Paulo Maciel, presidente do Sindicato dos Pescadores. “No início da escavação é usada uma retroescavadeira para tirar os excessos e só depois a equipe utiliza equipamentos menores, para tirar peça por peça”, conclui.  

A Praia da Baleia localiza-se no município de Itapipoca, a 180 km de Fortaleza e a origem de seu nome veio justamente da existência de uma ossada de baleia encontrada no local.  


COMENTE ABAIXO ⬇

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.