25.1 C
Itapipoca

Nós Itapipoca

Gestantes e puérperas que tomaram primeira dose de AstraZeneca podem completar vacinação com Pfizer, orienta Sesa

Ao todo, 1.839 grávidas ou puérperas do Estado receberam a primeira dose de AstraZeneca.

Publicidade
Publicidade

mais lidas

Gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) do Ceará que tomaram a primeira dose contra Covid-19 da vacina da Oxford/AstraZeneca/Fiocruz podem completar o esquema vacinal com o imunizante da Pfizer/BioNTech. A orientação foi publicada em nota de alerta nesta sexta-feira (2), após recomendação do Centro de Operações de Emergências (COE) Covid da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). Um total de 1.839 grávidas ou puérperas do Estado receberam a primeira dose de AstraZeneca.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A indicação ocorre após aumento no número de óbitos maternos pela Covid-19 no Brasil e no Ceará neste ano. Em 2020, dos 32 óbitos maternos pela doença, 12,5% das mortes ocorreram na gestação e 78,1%, no puerpério. Em 2021, até junho, dos 35 óbitos maternos decorrentes do coronavírus, 11,4% ocorreram na gravidez e 85,7%, no puerpério.

A nota também aponta que gestantes e puérperas que iniciaram a vacinação com a dose da AstraZeneca e que não desejam concluir o esquema vacinal com o imunizante da Pfizer deverão ser apoiadas em sua decisão e poderão concluir a imunização com a vacina da AstraZeneca após 45 dias de pós-parto.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A imunização de gestantes e puérperas com a vacina da AstraZeneca foi interrompida temporariamente após Nota Técnica nº 651/2021 do Ministério da Saúde, por meio da Coordenação do Programa Nacional de Imunizações (CGPNI), em maio.

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

últimas notícias

Publicidade
error: Conteúdo protegido!
Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!