Um homem de 42 anos foi autuado por suspeita de ser o dono da carga de cigarros encontrada no barco que encalhou no último domingo (29), no litoral cearense. Os cigarros, que eram de origem estranheira, não possuíam documentação legal. O suspeito foi preso em flagrante pela Polícia Militar do Ceará na sexta-feira (4). 

Segundo a Polícia, o preso foi encaminhado à sede da Polícia Federal no Ceará e vai responder por crime equiparado a contrabando, com pena de reclusão de dois a cinco anos.

Também na sexta-feira, a Polícia Federal terminou a retirada dos cigarros contrabandeados que se encontravam dentro da embarcação, encalhada entre as praias de Mundaú (Trairi) e Baleia (Itapipoca). O barco permaneceu no local até segunda-feira (30), sob escolta de uma equipe do Comando Tático Rural (Cotar). 

Segundo as investigações, a embarcação foi avariada em alto mar no dia 27 de setembro, e os tripulantes foram resgatados por outro barco e entregues à Capitania dos Portos. Após o encalhe, moradores saquearam a mercadoria até a chegada da polícia.

A apreensão dos cigarros transportados pelo barco contou com o apoio do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) e Comando Tático Rural (Cotar) da Polícia Militar.


COMENTE ABAIXO ⬇

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.