25.1 C
Itapipoca

Nós Itapipoca

Vocação solidária e desejo de aprender levam jovem da zona rural de Itapipoca à aprovação em Medicina

Jonatas Pires Mota é descendente de agricultores e morador da localidade de Sítios Novos, na zona rural de Itapipoca

mais lidas

Jonatas Pires Mota é descendente de agricultores e morador da localidade de Sítios Novos, na zona rural de Itapipoca-CE. Desde criança, busca entender o porquê das coisas. Aprender sobre o funcionamento do universo e as leis da natureza sempre lhe foi algo instigante. Daí, a inclinação por assuntos ligados à física, química, biologia e matemática. A escolha por uma área profissional, ao fim da educação básica, veio de forma espontânea e como consequência desta procura: medicina. E a aprovação se deu de foma semelhante. Aos 17 anos, Jonatas se prepara para iniciar os estudos na Universidade Federal do Ceará (UFC), após ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2019.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O jovem frequentou a Escola de Ensino Médio (EEM) Joaquim Magalhães, situada na sede do município, a 15 quilômetros de onde mora. Enquanto estava na 3ª série, conseguiu ainda medalha de prata na Olimpíada Brasileira de Biologia de 2019.

Além do gosto pelas áreas de estudo, Jonatas também justifica a escolha do curso pela vontade de ajudar as pessoas, de vê-las vivendo melhor. “Era o que mais se adequava ao meu desejo. Como sou do interior, sempre tive contato com pessoas que necessitavam. E sempre quis fazer o meu melhor pra ajudar a comunidade, os meus parentes e os que estavam ao meu redor, participando de programas comunitários”, conta.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O principal desafio para a frequência na escola era a distância que precisava percorrer diariamente. O único meio disponível para o deslocamento era o ônibus, que fazia rota buscando também outros alunos, tornando mais longa a viagem. Entretanto, a motivação interior e o incentivo recebido tanto pelos pais, como por professores, fez do obstáculo pequeno.

Prioridade

O pai, que já foi agricultor, hoje trabalha como pedreiro, enquanto a mãe produz bolos por encomenda, sem renda fixa. Apesar dos recursos contidos, uma das prioridades do orçamento familiar é o de garantir condições para que os filhos possam estudar e ir em busca de melhores condições de sobrevivência.

“Mesmo que não tivéssemos muita facilidade, nunca nos faltou nada. Meus pais me auxiliaram no máximo possível. E eu percebi que o melhor caminho para melhorar a situação social minha e da minha família era o estudo”, explica.
Jonatas argumenta que sempre foi um aluno bastante focado, desde o Ensino Fundamental. Entretanto, a disciplina e o desejo de se aprofundar nos conteúdos surgiu, de fato, quando fez o Enem pela primeira vez, estando na 1ª série. “Quando fiz foi um choque muito grande, pois notei que ainda não estava bem preparado. Isso me despertou para estudar de maneira mais profunda”, relembra.

Preparação

A experiência na EEM Joaquim Magalhães foi considerada de grande importância para o sucesso no objetivo e o ingresso no Ensino Superior. “A escola é excelente e, para os alunos que se interessam, tem tudo o que precisa. Os professores são muito bons”, avalia.

Os preparativos, agora, são para a mudança de cidade, já que o curso será em Fortaleza. “Estou tentando ver maneiras de ter uma transição suave. A mudança do Ensino Médio para o Superior é grande. Mas estou em busca de novos desafios. É importante nunca parar, nem estar contente com a situação atual. Mesmo me formando, o plano é de me especializar mais, ir além”, considera. “Acho que os limites estão lá para serem quebrados. Não importa a dificuldade, sempre há caminhos para melhorar de vida e a educação é o principal”, finaliza.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

últimas notícias

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!