25.1 C
Itapipoca

Nós Itapipoca

Imigrantes venezuelanos chegam em Itapipoca nesta quinta-feira

Grupo chegou na cidade no final da tarde desta quinta-feira (8). Com fome e sede, os venezuelanos pediram ajuda. Um supermercado fez doação de alimentos.

Publicidade
Publicidade

mais lidas

Cerca de 39 imigrantes venezuelanos chegaram na rodoviária de Itapipoca no final da tarde desta quinta-feira (8). Homens, mulheres, e crianças desembarcaram no local.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo informações de um dos imigrantes, o grupo partiu da cidade de Iguatu com destino a Quixeramobim e em seguida seguiram para Itapipoca. Ele conta que na cidade de Iguatu receberam promessas de moradia e comida, mas que a prefeitura não cumpriu com o prometido. Ainda de acordo com ele, o próximo destino dos venezuelanos é a cidade de Vitória, no Estado do Espirito Santo.

O prefeito de Itapipoca, Felipe Pinheiro, esteve no local. Em diálogo, ele tentou saber as necessidades dos imigrantes na tentativa de resolver a situação.

Prefeito de Itapipoca em diálogo com um dos imigrantes venezuelanos
Foto: Maykon Coelho
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Sem local para dormir, os venezuelanos passarão a noite na Escola Maria Magalhães, localizada no Bairro Cacimbas.

Supermercado o Varejão faz doação de alimentos

Feliz, o venezuelano comemora a doação recebida
Foto: Maykon Coelho

Com fome e sede, os imigrantes não vão passar a noite sem comer e beber. Para amenizar o problema, o supermercado o Varejão fez doações de alimentos. Um carro com os mantimentos chegou na rodoviária onde foram distribuídos os kits alimentares. Um outro empresário fez doação de água.

Emocionados, os venezuelanos bateram palmas e agradeceram pela ajuda recebida.

Foto: Maykon Coelho

Em tempo

A Prefeitura de Itapipoca cedeu a Escola Maria Magalhães pera colhimento aos imigrantes que passarão a noite no colégio. Grupo foi transferido para o local onde receberão assistência médica e apoio. A Secretaria de Ação Social, Direitos Humanos e Habitação, distribuiu quentinhas e máscaras de proteção.

Felipe Pinheiro informou que está trabalhando e que os próximos passos será tentar resolver a situação. Ele agradeceu o apoio da Polícia Militar e Autarquia Municipal de Trânsito de Itapipoca (AMTI).

1 COMENTÁRIO

  1. Boa tarde, meu nome é Ezequiel. Sou Argentino e moro na Cidade de Itapipoca. Gostaria me oferecer como tradutor e pra qualquer coisa que possa ajudar nessa situação. Infelizmente estou sem Emprego, pelo que não posso oferecer ajuda econômica, mas tendo em conta que essas pessoas não debem falar ainda português se puder ajudar de alguma outra maneira podem contar Comigo

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

últimas notícias

Publicidade

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!