25.1 C
Itapipoca

Nós Itapipoca

Idoso apresenta CNH de Padre Cícero e Frei Damião em blitz

O caso ocorreu em Paulo Jacinto, em Alagoas; o homem informou que comprou a carteira em Juazeiro do Norte e acreditava que o documento era válido.

Publicidade
Publicidade

mais lidas

Uma blitz de trânsito na AL-210, em Paulo Jacinto, no Estado de Alagoas, resultou em um fato inusitado nesta quarta-feira (10). Um idoso de 62 anos, dirigia, segundo os policiais, uma motocicleta sem capacete, sem placa e sem retrovisor. Ao ser parado na blitz, ele apresentou uma ‘carteira de habilitação’ com nomes e fotos de Frei Damião e Padre Cícero.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo informações do BPRv (Batalhão de Polícia Rodoviário), o idoso foi informado de que a carteira dos religiosos não era válida como CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Na moto, ainda estava a neta do homem de apenas 7 anos.

O homem então explicou aos policiais que há cerca de oito meses esteve em uma barraca que vendia produtos religiosos, em Juazeiro do Norte, no Ceará. No local, ele teria sido informado pelo vendedor que o documento tinha validade em todo o território brasileiro.

Documento único tinha duas fotos e dois nomes dos religiosos nordestinos. – Foto: Reprodução/BPRv-AL
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Os policiais informaram que a carteira não existia e que o idoso foi enganado. Porém, ele teria alegado que estava certo e discutiu com a guarnição. O motociclista fez uma grande confusão com os policiais acreditando que o vendedor estava certo.

Documento único tem duas fotos e dois nomes

A polícia acredita que o vendedor conseguiu convencer o idoso porque viu que ele era, aparentemente, ingênuo por ter idade mais avançada.

O documento falso tem dois lados com fotos e nomes diferentes. Em um deles está o nome, foto e ano de nascimento do Frei Damião, frade italiano radicado no Brasil que morreu em 1997. Já do outro lado, as informações são do Padre Cícero, sacerdote brasileiro que morreu em 1934. Os dois religiosos são muito reverenciados por católicos do Nordeste brasileiro.

Conforme a polícia, ele recebeu as notificações de trânsito, mas não foi preso. Os policiais entenderam que a carteirinha era apenas uma lembrança religiosa. O idoso também não possuía o documento da motocicleta, mas tinha com ele uma nota fiscal comprovando a compra.

A polícia explicou, ainda, que o motociclista recebeu todas as notificações que constam no CTB (Código de Trânsito Brasileiro), mas  a moto não foi recolhida porque a guarnição não estava com o guincho. Os policiais colocaram a moto em cima de uma caminhonete, o avô e a neta na viatura e os levaram até a casa dele.

Fonte: ND Mais

FonteND Mais

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

últimas notícias

Publicidade
Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!