Produtores de arroz e supermercados asseguram abastecimento mesmo após enchentes no RS

Medida provisória autoriza importação de arroz para evitar especulação e garantir estoques públicos

Portal Itapipoca Portal Itapipoca
3 Min Read
- PUBLICIDADE -

Produtores de arroz e representantes do setor supermercadista garantiram hoje que não há risco de desabastecimento do grão no Brasil, apesar das recentes enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul, estado responsável por 70% da produção nacional. A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) e a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) emitiram comunicados tranquilizando a população e destacando ações preventivas.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Em resposta ao temor de especulação e aumento da procura pelo produto, o governo federal anunciou, por meio de uma medida provisória publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (10), que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) está autorizada a importar até 1 milhão de toneladas de arroz beneficiado ou em casca. Essa importação será realizada por meio de leilões públicos, com destino preferencial para pequenos varejistas das regiões metropolitanas, dispensando a necessidade de leilões em bolsas de mercadorias ou licitação pública para venda direta.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A expectativa é que, inicialmente, sejam adquiridas 200 mil toneladas de arroz, principalmente de países vizinhos do Mercosul, como Argentina, Uruguai, Paraguai, e eventualmente da Bolívia.

De acordo com a Federarroz, até o momento, a colheita no Rio Grande do Sul abrangeu 83% da área prevista para a safra, com boa qualidade e produtividade, assegurando o abastecimento nacional. O presidente da entidade, Alexandre Velho, ressaltou que mesmo com desafios na colheita, o estado tem capacidade para uma safra superior a sete milhões de toneladas. Ele apontou que, embora haja problemas momentâneos de logística, a conexão com os grandes centros, especialmente através da BR-101, permanece normal.

A Associação Brasileira de Supermercados corroborou a informação, afirmando que o abastecimento no varejo está normalizado, com diversas opções de marcas, preços e promoções para atender à demanda, tanto em lojas físicas quanto no e-commerce. A entidade recomendou aos consumidores que evitem estoques excessivos em casa, garantindo assim o acesso contínuo ao produto para todos.

Como medida preventiva, a Abras expressou apoio à abertura da importação anunciada pelo governo federal para complementar o abastecimento da população brasileira.

Compartilhe
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- Advertisement -

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!