Tragédia em Parnaíba: Mulher suspeita de causar a morte das filhas é encontrada morta

Jéssica Silva do Nascimento, 33 anos, é apontada como responsável pela tragédia que chocou o litoral do Piauí

Publicidade

Mais lidas

Na noite da última terça-feira (19), o município de Parnaíba, no litoral do Piauí, foi palco de uma tragédia que deixou a comunidade perplexa. Jéssica Silva do Nascimento, de 33 anos, é suspeita de causar a morte de suas duas filhas, Alice, de 5 anos, e Letícia, de 10, em circunstâncias chocantes.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

De acordo com as investigações iniciais da Polícia Civil, Jéssica teria provocado um incêndio em sua residência no conjunto Raul Bacelar, onde morava com as duas crianças. Em seguida, a suspeita deixou a casa com as filhas em uma motocicleta em direção à praia da Pedra do Sal. Foi lá que as duas crianças foram encontradas desacordadas, e indícios apontam que Jéssica possa tê-las afogado.

As vítimas, Alice e Letícia, foram prontamente socorridas pelo Corpo de Bombeiros e encaminhadas ao Hospital Nossa Senhora de Fátima, mas infelizmente já estavam sem vida.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Horas após a descoberta da tragédia, Jéssica Silva foi encontrada morta em um bar próximo à praia, levantando a principal suspeita de suicídio. A Polícia Militar revelou que mensagens indicam que a mulher não estava lidando bem com o término do relacionamento com seu então parceiro, identificado como Paulo.

O comandante do Batalhão da PM no litoral do Piauí, coronel Erisvaldo Viana Lima, sugere que Jéssica pode ter tido um surto psicótico. “Ela surtou, teve um surto psicótico depois que o marido falou que não queria mais o casamento. Depois da conversa, ela ateou fogo na casa, pegou uma motocicleta e levou as duas filhas para a praia Pedra do Sal”, comentou o coronel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!