Chuvas no RS prenunciam o “maior desastre da história”, diz governador Eduardo Leite

Governador alerta para situação crítica após temporais deixarem dezenas de mortos e desabrigados no estado.

Portal Itapipoca Portal Itapipoca
2 Min Read
- PUBLICIDADE -

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, fez declarações alarmantes nesta quarta-feira (1º), afirmando que as chuvas que assolam o estado já prenunciam o “maior desastre da história” gaúcha em termos de prejuízo material. Durante coletiva de imprensa em Porto Alegre, Leite comparou a situação atual com a do ano passado, enfatizando que o cenário é ainda mais grave.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Segundo dados da Defesa Civil estadual, os temporais já causaram a morte de dez pessoas e deixaram pelo menos 11 feridas, além de 21 desaparecidas. Mais de 19 mil pessoas foram afetadas em todo o estado, com milhares precisando deixar suas residências em busca de abrigo. O governador alertou para a dificuldade de atuação nos resgates devido às condições adversas.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Leite destacou a gravidade da situação ao classificá-la como um verdadeiro cenário de “guerra” e “caos”, citando deslizamentos de terra e o monitoramento de barragens. Ele também apresentou uma lista preliminar das cidades que corriam risco de serem afetadas pelas enchentes, pedindo à população que se protegesse e deixasse áreas de risco.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, anunciou que visitará o estado e ofereceu apoio, mobilizando militares das Forças Armadas para auxiliar nas operações de resgate. Entretanto, as condições meteorológicas têm dificultado as ações, impedindo a decolagem de helicópteros.

Além dos impactos imediatos, as chuvas também ameaçam comprometer eventos como o Concurso Público Nacional Unificado, agendado para o próximo domingo. Leite antecipou que buscará soluções junto ao governo federal para evitar prejuízos aos gaúchos inscritos no certame.

O Ministério responsável pelo concurso afirmou estar monitorando a situação no estado e anunciou que qualquer alteração logística necessária será comunicada.

Compartilhe
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- Advertisement -

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!