25.1 C
Itapipoca

Nós Itapipoca

Novo decreto amplia horário de bares e restaurantes em uma hora no Ceará

A deliberação do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 pondera o aumento de casos da variante delta no Ceará.

Publicidade
Publicidade

mais lidas

Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, o governador Camilo Santana anunciou, no início da tarde desta sexta-feira (20), que o novo decreto de combate à pandemia de Covid-19 tem poucas alterações. A principal delas é a extensão do horário de funcionamento dos bares e restaurantes em uma hora. O decreto será válido por 15 dias, a contar da próxima segunda-feira (23). Ao lado do governador estava o novo secretário da Saúde do Ceará, Dr. Marcos Gadelha.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A deliberação do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 pondera o aumento de casos da variante delta no Ceará. “O Comitê decidiu por pouquíssimas alterações, como, por exemplo, autorizar o funcionamento dos restaurantes, que antes ia até às 23h, para até meia-noite. Com isso, o toque de recolher passa para 1h. Vamos continuar reforçando as fiscalizações. Nossos números confirmam a queda na procura assistencial, a queda na taxa de transmissão e positividade nos testes, e, por consequência também, uma redução na ocupação de leitos e nos óbitos”, justificou Camilo Santana.

Para o novo secretário, o momento é de extrema precaução, por conta da disseminação da variante delta. “Numa reunião com a equipe técnica, todos manifestaram preocupação com o aumento progressivo dos casos do variante delta, já são 62 confirmados no Ceará. Estamos numa situação confortável com os números, mas de alerta, por isso o cidadão cearense não pode relaxar, não pode deixar de ter cuidado com as medidas sanitárias, com higienização das mãos e distanciamento social, além do uso obrigatório de máscaras. Pense e cuide das pessoas que possuem perfil de risco para a doença. Em paralelo, seguimos com o esforço em aumentar o número de vacinados no Ceará”, reforçou Dr. Marcos Gadelha.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ainda sobre a variante delta, o governador aponta grande preocupação após os 62 casos confirmados no Ceará. “Estamos hoje com uma barreira sanitária no aeroporto, fazendo exames nas pessoas que chegam ao Ceará de outros estados, até porque essa variante vem de fora. Havíamos ganho na Justiça o direito de exigir teste de Covid-19 ou ciclo de vacinação completa para todos que embarcarem ao Ceará, e é o que acontece no mundo inteiro, mas infelizmente a Justiça barrou essa medida preventiva tão importante e já recorremos, pois não há no Brasil uma coordenação nacional que estabeleça esse critério importantíssimo de prevenção. Nós queremos que todos os turistas venham ao Ceará, mas com segurança para eles e para todos os cearenses”, ressaltou Camilo Santana.

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

últimas notícias

Publicidade
Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!