Ceará realiza entrega de 100 mil alevinos do Projeto de Peixamento dos Reservatórios Públicos 2022/2023 para todo o Estado

A ação visa a reposição dos estoques pesqueiros dos açudes públicos do Estado

Publicidade

Mais lidas

Nesta terça-feira (28), o Governo do Ceará realizou a entrega dos primeiros 100 mil alevinos do Projeto de Peixamento dos Reservatórios Públicos 2022/2023 para todo o Estado. A ação foi celebrada durante solenidade no reservatório Beira Açude, no município de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza, que na ocasião contou com a presença dos secretários executivos da SDA, Carlos Bezerra (Desenvolvimento Agrário) e Thiago Sá Ponte (Pesca), do prefeito municipal Bruno Figueiredo e do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Executada pela Coordenadoria de Desenvolvimento da Pesca e Aquicultura Familiar da SDA (Copea/SDA), a ação visa a reposição dos estoques pesqueiros dos açudes públicos do Estado, com o aproveitamento das águas represadas nos açudes, aumentando a produção pesqueira extrativista, gerando alimento de alto valor nutritivo, além de possibilitar a geração de renda e oportunidades de trabalho, para todos que dependem da pesca.

“O projeto Peixamento 2022/2023 contemplará a marca dos 7 milhões de alevinos a serem distribuídos, sendo 6 milhões de alevinos de tilápia e 1 milhão de alevinos de outras espécies entre carpa comum, curimatã e tambaqui. Estas espécies de peixes são consideradas tradicionais no gosto popular”, destacou o secretário Thiago Sá Ponte.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Até meados de março do próximo ano devem ser assistidos 13 mil pescadores artesanais continentais e cerca de 70 mil famílias que vivem nas proximidades dos maiores reservatórios do Estado. “Queremos levar o peixamento a todo território cearense, nos 1.200 reservatórios públicos mais significativos, dentre estaduais, municipais, comunitários e de áreas de assentamento, que estejam com volumes aceitáveis de água, que possam propiciar um aumento de produção pesqueira”, ressaltou o secretário Carlos Bezerra.

O investimento do Governo do Ceará será de R$ 1.500.000,00 e a estimativa de produção é de 1.645 toneladas de peixes/ano, oriundos da pesca extrativista, gerando uma renda estimada de R$ 12.337.500 dentro do estado do Ceará.

Somente no município de Pacajus vão ser beneficiadas diretamente 220 famílias e 60 pescadores artesanais da região com o repovoamento de 100 mil alevinos. Alegria para o Faguim, pescador artesanal, atual vice-prefeito do município. “Nós sabemos da importância desse projeto, do quanto isso causa impacto positivo e a gente pede aos nossos companheiros pescadores o respeito ao prazo de três meses para que esses peixes possam crescer e se reproduzir para povoarem mais ainda esse lugar rico em bioma e diversidade”, comentou o vice-prefeito.

Prefeituras, associações, sindicatos e colônias de pescadores interessadas em participar do Programa de Peixamento podem fazer o pedido através de uma solicitação junto à Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) informando seus dados, como nome e capacidade de armazenamento. O pedido deve ser feito na sede da SDA, através de ofício, ou pelo email.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!