Caixa deposita parcela de dezembro do novo Bolsa Família para beneficiários com NIS final 7

Terceiro mês consecutivo com adicional para mães de bebês; Ministério anuncia conclusão da implementação do programa

Publicidade

Mais lidas

A Caixa Econômica Federal realiza, nesta terça-feira (19), o pagamento da parcela de dezembro do novo Bolsa Família aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 7. Pelo terceiro mês consecutivo, o programa contempla um adicional para mães de bebês de até 6 meses de idade, denominado Benefício Variável Familiar Nutriz. Este adicional representa seis parcelas de R$ 50, totalizando R$ 20 milhões destinados a 420 mil mães neste mês. O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome informou que, com esse acréscimo, a implementação do novo Bolsa Família está agora concluída.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Além do adicional mencionado, o Bolsa Família concede um aumento de R$ 50 para famílias com gestantes e filhos de 7 a 18 anos, e um adicional de R$ 150 para aquelas com crianças de até 6 anos. O valor mínimo do benefício é de R$ 600, elevando-se para uma média de R$ 680,61 com o novo adicional. Neste mês, o programa alcançará 21,06 milhões de famílias, totalizando um gasto de R$ 14,25 bilhões, de acordo com dados do Ministério.

Desde julho, a integração dos dados do Bolsa Família com o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), contendo mais de 80 bilhões de registros administrativos, permitiu a inclusão de 190 mil famílias em dezembro. Essa ação, baseada na busca ativa e na reestruturação do Sistema Único de Assistência Social (Suas), resultou na inclusão de 2,85 milhões de famílias no Bolsa Família desde março.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A regra de proteção, em vigor desde junho, beneficia cerca de 2,47 milhões de famílias em dezembro, permitindo que aquelas cujos membros conseguem emprego e melhoram a renda recebam 50% do benefício por até 2 anos. O benefício médio para essas famílias é de R$ 372,39.

Em meio às mudanças, o programa social voltou a ser chamado de Bolsa Família no início do ano, garantindo o valor mínimo de R$ 600 com a aprovação da Emenda Constitucional da Transição, que destinou R$ 70 bilhões fora do teto de gastos para custear o benefício.

O pagamento do adicional de R$ 150 teve início em março, após um pente-fino no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) para eliminar fraudes. O calendário de pagamento em dezembro foi antecipado, com as parcelas liberadas antes do Natal. Os beneficiários podem consultar informações no aplicativo Caixa Tem.

Além do Bolsa Família, o Auxílio Gás também será pago nesta terça-feira às famílias cadastradas no CadÚnico, com NIS final 7. O valor caiu para R$ 104 devido às reduções recentes no preço do botijão. Com duração prevista até o fim de 2026, o programa beneficia cerca de 5,3 milhões de famílias, mantendo o benefício em 100% do preço médio do botijão de 13 kg até o final do ano. A preferência é dada à mulher responsável pela família, assim como às mulheres vítimas de violência doméstica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!