Papa Francisco pede paz e denuncia impacto devastador dos conflitos em mensagem de Natal

Em discurso "Urbi et Orbi," o líder da Igreja Católica aborda conflitos em Gaza, pede fim da violência em diversos países e critica o comércio de armas

Publicidade

Mais lidas

O Papa Francisco, em sua mensagem de Natal proferida nesta segunda-feira (25), destacou a tragédia das crianças vítimas de guerras, incluindo aquelas em Gaza, referindo-se a elas como os “pequenos Jesuses de hoje.” O pontífice condenou os ataques israelenses em Gaza, alertando sobre a “colheita terrível” de civis inocentes. Além disso, classificou como “abominável” o ataque do Hamas a Israel em outubro, instando à libertação de reféns em Gaza.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O líder da Igreja Católica também apelou pela paz em conflitos ao redor do mundo, como Ucrânia, Síria, Iêmen, Líbano, Armênia e Azerbaijão. Ele expressou preocupação com a situação humanitária em Gaza e pediu o fim das operações militares, propondo uma solução através da abertura para o fornecimento de ajuda humanitária.

Francisco dedicou parte de sua mensagem ao comércio de armas, questionando como se pode falar de paz quando a produção e venda de armamentos estão em ascensão. Ele instou a uma investigação mais aprofundada sobre o comércio de armas, destacando a necessidade de expor os interesses e lucros que impulsionam os conflitos armados.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ao finalizar, o Papa reforçou a crença do Vaticano em uma solução de dois Estados para o conflito Israel-Palestina, pedindo um diálogo persistente entre as partes, sustentado por uma forte vontade política e apoio internacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!