Enfermeira foi morta em SP após discussão por causa de poça d’água; suspeito é preso em Itapipoca

Crime ocorreu em março deste ano.

Publicidade

Mais lidas

A Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Delegacia Regional de Itapipoca, prendeu na tarde de hoje (23) um homem suspeito de matar uma enfermeira de 32 anos, no município de Francisco Morato, Região Metropolitana de São Paulo. Policiais civis da Delegacia de Itapipoca cumpriram o mandado de prisão expedido pela comarca da cidade paulista. Paulo Júnior Carneiro Chaves foi preso na localidade de Raposa do Trilho, zona rural do município de Itapipoca. De acordo com informações policiais, o homem ainda tentou empreender fuga ao perceber que estava sendo procurado pelos agentes, mas foi contido pelos policiais em um terreno do seu pai.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O crime

O crime ocorreu após discussão motivada por uma poça d’água. Tudo aconteceu na noite de 25 de março. Dayane e um amigo davam carona para um outro conhecido até a casa dele. O grupo tinha saído de um churrasco, por volta das 23h, e ela dirigia o carro.

No trajeto, o veículo passou por uma poça d’água e molhou um grupo de pessoas que estava na calçada. Por causa disso, houve troca de xingamentos entre os dois homens que estavam no carro com Dayane e as pessoas atingidas pela água.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Alguns quarteirões dali, Dayane e os dois homens pararam em frente à residência de destino. Os dois esperavam o dono da casa na calçada enquanto ele tomava o banho quando Paulo Chaves teria chegado com a esposa para tirar satisfação em relação ao episódio da poça.

O suspeito e a mulher fugiram na sequência. Ainda de acordo com a Polícia Civil, eles passaram na casa onde moram e queimaram objetos que poderiam ajudar a identificá-los, incluindo documentos.

No entanto, a investigação conduzida pela Polícia Civil de São Paulo permitiu rastrear o paradeiro do suspeito até a cidade de Itapipoca, no Ceará. Com apoio da Delegacia Regional de Itapipoca, foi realizada uma operação que culminou na prisão do homem suspeito de cometer o crime.

A captura do suspeito traz um desfecho para o caso que chocou a comunidade de Francisco Morato. A enfermeira era descrita por amigos e familiares como uma pessoa dedicada à profissão e querida por todos.

1 COMENTÁRIO

  1. Assassino cruel espero que ele fique preso, tirou a vida de uma mãe deixou duas crianças órfãos. Uma mãe dedicada uma excelente profissional

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!