Tragédia no Recife: desabamento de prédio em Paulista deixa 14 mortos, incluindo mulher e seus dois filhos

Buscas por moradores são encerradas, enquanto bombeiros procuram animais nos escombros

Publicidade

Mais lidas

No município de Paulista, localizado na região metropolitana do Recife, a tragédia causada pelo desabamento de um prédio em um conjunto residencial resultou na morte de 14 pessoas. Na tarde de hoje, foram encontrados os corpos das três últimas vítimas desaparecidas: uma mulher de 40 anos e seus dois filhos, de 6 e 9 anos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Após 31 horas de intensas buscas por sobreviventes, os bombeiros encerraram a busca por moradores, direcionando agora os esforços para encontrar animais que possam estar nos escombros da parte restante do prédio.

Neste sábado de manhã, os bombeiros resgataram mais três corpos: uma mulher de 37 anos, um homem de 40 anos e uma mulher trans de 19 anos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O desabamento ocorreu na sexta-feira, por volta das 6h30, e os bombeiros foram acionados minutos depois. O bloco D7, que desabou, já havia sido condenado pela Defesa Civil. O prédio faz parte do Conjunto Beira Mar, um complexo habitacional popular composto por 1.711 unidades distribuídas em 29 blocos, sendo 20 do tipo caixão e nove com estrutura de pilotis.

Com 38 anos de idade, a construção apresentava rachaduras em várias unidades, o que levou à retirada das famílias em 2013. No entanto, elas acabaram retornando posteriormente.

Entre as vítimas, 13 foram resgatadas sem vida dos escombros, e uma pessoa chegou a ser levada para o Hospital Miguel Arraes, mas não resistiu aos ferimentos. Entre os mortos, encontram-se crianças de 5, 8 e 12 anos, além de um adolescente de 16 anos. Os adultos têm idades variando de 18 a 45 anos. Das vítimas, oito são do sexo masculino, cinco são do sexo feminino e uma é mulher trans.

Três pessoas foram resgatadas com vida: uma mulher de 65 anos e duas adolescentes de 15 anos. Uma das adolescentes passou por uma cirurgia para reparar as lesões causadas pelo esmagamento de uma das pernas e encontra-se em estado estável. Além disso, quatro homens, com idades entre 16 e 21 anos, foram encontrados vivos fora do prédio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!