Ministério da Saúde recomenda uso de máscaras para grupos de risco e casos suspeitos de covid-19

Nota técnica destaca a continuidade da pandemia, risco de novas variantes e a importância de medidas não farmacológicas e vacinação

Publicidade

Mais lidas

O Ministério da Saúde divulgou uma nota técnica que recomenda o uso de máscaras de proteção facial para pessoas com sintomas gripais, aquelas que apresentam fatores de risco para a covid-19 e casos suspeitos ou confirmados da doença. A pasta ressalta que os grupos com fatores de risco incluem imunossuprimidos, idosos, gestantes e pessoas com comorbidades, especialmente em locais fechados e não ventilados, ambientes com aglomeração e serviços de saúde.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Apesar de a Organização Mundial da Saúde (OMS) ter declarado o fim da emergência em saúde pública de importância internacional, o Ministério da Saúde alerta que o vírus continua em circulação tanto no Brasil quanto no mundo. A nota técnica destaca que o vírus ainda possui um caráter pandêmico, com transmissão generalizada, e existe o risco do surgimento de novas variantes que podem ser ainda mais graves do que as variantes atualmente em circulação. Por isso, é fundamental que essas variantes sejam monitoradas constantemente.

Além do uso de máscaras faciais, a pasta classifica outras medidas não farmacológicas como sendo de extrema importância. Isso inclui o distanciamento físico, a etiqueta respiratória, a higienização das mãos com álcool 70% ou água e sabão, a limpeza e desinfecção de ambientes e o isolamento de casos suspeitos ou confirmados da doença. Essas medidas têm o objetivo de evitar a propagação do vírus e proteger a saúde da população.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O Ministério da Saúde reforça ainda a importância da vacinação contra a covid-19. A vacina está disponível para toda a população acima de 6 meses de idade, e a pasta destaca a disponibilidade do reforço da vacina bivalente para pessoas acima de 18 anos que já receberam pelo menos duas doses da vacina monovalente. A imunização é uma das principais estratégias para controlar a disseminação do vírus e reduzir o impacto da doença na população.

É fundamental que a população siga as recomendações do Ministério da Saúde e adote as medidas de prevenção, como o uso de máscaras, a higiene das mãos e o distanciamento físico, além de buscar a vacinação. Essas ações são essenciais para proteger a saúde individual e coletiva e contribuir para a superação da pandemia de covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!