Baixista do Ultraje a Rigor, Mingau, continua em estado grave após ser baleado em Paraty

Hospital São Luiz do Itaim divulga atualizações sobre a condição de saúde do músico; Polícia Civil investiga o incidente

Publicidade

Mais lidas

O músico Rinaldo Oliveira Amaral, mais conhecido como Mingau, integrante da icônica banda de rock Ultraje a Rigor, permanece em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Luiz do Itaim, pertencente à Rede D’Or. Mingau foi vítima de um ataque a tiros em Paraty, Rio de Janeiro, na noite de sábado (2), e desde então tem recebido cuidados médicos intensivos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

No domingo (3), Mingau foi submetido a uma cirurgia intracraniana de emergência na unidade hospitalar. Até o momento, ele continua sob sedação e requer suporte respiratório com a ajuda de aparelhos, de acordo com informações fornecidas pela equipe médica.

A filha do artista, Isabella Aglio, utilizou o perfil oficial de Mingau no Instagram para fazer um apelo aos fãs. Ela pediu que as pessoas confiem apenas nas informações divulgadas pelos perfis oficiais associados ao músico, de sua família e nos comunicados oficiais do hospital onde ele está sendo atendido. Isabella também expressou seu agradecimento pelo apoio e solidariedade recebidos e solicitou que todos continuem mantendo seu pai em suas orações.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A Polícia Civil do Rio de Janeiro está conduzindo uma investigação sobre o incidente. Um dos suspeitos já foi detido e encaminhado para a 167ª Delegacia de Polícia, em Paraty. Com o suspeito, foi apreendida uma pistola calibre .40, que será submetida a exame de perícia, além de drogas, dois carregadores e um kit rajada. No local do crime, foram recolhidos estojo e projétil do mesmo calibre da arma apreendida.

De acordo com informações da Polícia Civil, um amigo de Mingau será ouvido novamente na delegacia, e outras três pessoas suspeitas de envolvimento no incidente já foram identificadas. As investigações estão em andamento, e as autoridades continuam empenhadas em esclarecer as circunstâncias do ataque.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!