Programa Voa Brasil garantirá passagens aéreas a R$ 200 para aposentados do INSS e bolsistas do Prouni

Iniciativa aguarda lançamento oficial pelo presidente Lula, prometendo ampliar acesso ao transporte aéreo para milhões de brasileiros.

Publicidade

Mais lidas

Desde meados do ano passado, o aguardado programa Voa Brasil, que visa oferecer passagens aéreas a preços acessíveis, está prestes a se tornar realidade. O ministro de Portos e Aeroportos, Sílvio Costa Filho, revelou que a primeira fase do programa beneficiará aposentados do INSS e alunos do Programa Universidade para Todos (Prouni), com passagens custando apenas R$ 200 por trecho.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em uma entrevista concedida nesta terça-feira (9) no Palácio do Planalto, o ministro afirmou que a iniciativa será oficialmente lançada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o início do próximo mês. Costa Filho destacou que a primeira etapa do programa visa atender, prioritariamente, aposentados do INSS com renda de até dois salários mínimos e bolsistas do Prouni, totalizando cerca de 20 milhões de brasileiros e 600 mil estudantes, respectivamente.

Lula, em suas redes sociais, confirmou a reunião com o ministro e ressaltou a importância do programa Voa Brasil para oferecer tarifas mais acessíveis aos aposentados e prounistas. O presidente também compartilhou detalhes sobre outros projetos, incluindo a construção de um túnel entre Santos e Guarujá, além dos esforços para reativar o Porto de Itajaí, em Santa Catarina.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O ministro Costa Filho explicou que, no lançamento do programa, o governo informará a quantidade de passagens disponíveis, estimando que de 2,5 a 3 milhões de pessoas que nunca voaram ou não o fazem há mais de 12 meses poderão se beneficiar do programa. Ele destacou a intenção de, após o sucesso inicial, buscar a ampliação do Voa Brasil em parceria com as companhias aéreas.

Além disso, o ministro compartilhou planos para a visita do presidente Lula ao Porto de Santos, onde serão anunciados investimentos significativos, incluindo a construção do túnel entre as cidades de Santos e Guarujá. O projeto, parte do Novo PAC, tem um custo estimado de R$ 5 bilhões. Em março, está prevista a visita ao Porto de Itajaí, em Santa Catarina, com o objetivo de impulsionar o funcionamento do terminal, que está atualmente paralisado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!