Submersível desaparecido perto do naufrágio do Titanic tem suprimento de oxigênio quase esgotado

Busca multinacional entra no quinto dia com esperanças diminuindo para os cinco ocupantes a bordo do Titan, operado pela OceanGate Expeditions.

Publicidade

Mais lidas

Cinco pessoas a bordo de um submersível desaparecido perto do naufrágio do Titanic enfrentam uma corrida contra o tempo, com apenas algumas horas restantes de suprimento de oxigênio. Hoje marca o quinto dia de uma busca multinacional no remoto Atlântico Norte em busca do Titan, operado pela OceanGate Expeditions com sede nos Estados Unidos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

No domingo (18), o Titan iniciou sua descida para explorar o antigo naufrágio, mas perdeu contato com o navio de apoio durante o mergulho planejado de duas horas. Com um suprimento de oxigênio estimado em 96 horas, a empresa alertou que os tanques de ar provavelmente se esgotariam pela manhã de hoje. No entanto, especialistas afirmam que a situação exata depende de fatores como a disponibilidade de energia e a resistência dos ocupantes a bordo, presumindo que o Titan ainda esteja intacto.

Nesta quinta-feira, um veículo operado remotamente (VOR), implantado a partir de um navio canadense, começou a procurar o Titan no fundo do oceano, de acordo com informações da Guarda Costeira dos EUA. Ontem (21), aviões de busca canadenses registraram ruídos submersos com boias sonar, trazendo esperança para equipes de resgate, parentes e amigos dos cinco ocupantes. No entanto, os veículos de busca submarina direcionados para a área dos ruídos não encontraram resultados, levando as autoridades a considerar que os sons podem não ter se originado do Titan.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Nas últimas atualizações da busca, o navio de pesquisa francês Atalante chegou à zona de busca nesta quinta-feira. Equipado com um robô de mergulho capaz de atingir as profundidades do naufrágio do Titanic, o Atalante usou eco-sonda para mapear com precisão o fundo do mar, direcionando a busca do robô de forma mais eficiente. Além disso, a Marinha dos EUA está enviando um sistema especial de salvamento projetado para lidar com grandes objetos submarinos.

O Titan transportava seu piloto e outras quatro pessoas em uma excursão em alto mar até o naufrágio, sendo uma aventura turística pela qual a OceanGate Expeditions cobra US$ 250 mil por pessoa. No entanto, questões sobre a segurança do submersível foram levantadas em 2018 durante um simpósio de especialistas da indústria submersível, bem como em uma ação judicial movida pelo ex-chefe de operações marítimas da OceanGate, que foi resolvida no mesmo ano.

A tensão cresce à medida que as horas passam e a busca pela sobrevivência dos ocupantes do Titan continua. As equipes de resgate estão mobilizadas e familiares aguardam notícias angustiantes. A comunidade internacional espera por um desfecho positivo nessa missão de resgate que mantém o mundo em suspense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!