Polícia Federal prende brasileiros foragidos no Paraguai

Acusados de atos antidemocráticos e tentativa de explosão de bomba são capturados com colaboração internacional

Publicidade

Mais lidas

A Polícia Federal (PF) realizou nesta quinta-feira uma operação que resultou na prisão de dois brasileiros foragidos da Justiça, que estavam escondidos no Paraguai. A ação policial também culminou na detenção de uma mulher suspeita de envolvimento nos atos antidemocráticos ocorridos em 8 de janeiro de 2023, na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Um dos presos, identificado como Wellington Macedo, enfrenta acusações relacionadas a uma tentativa de explosão de uma bomba nas proximidades do Aeroporto de Brasília, ocorrida em 24 de dezembro de 2022. A sua prisão representa um desfecho na investigação desse caso que abalou a segurança na capital do país na véspera de Natal.

O segundo detido é suspeito de envolvimento nos atos antidemocráticos que ocorreram no início do ano, quando manifestantes invadiram a Praça dos Três Poderes, gerando tumulto e preocupações sobre a estabilidade das instituições democráticas do país.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

As prisões foram efetuadas com o apoio da Polícia Nacional do Paraguai, em virtude de um acordo de colaboração internacional entre os governos brasileiro e paraguaio. As autoridades paraguaias entregaram os três detidos à PF em Foz do Iguaçu, no estado do Paraná, onde permanecerão sob custódia enquanto aguardam procedimentos legais.

Em agosto deste ano, a Justiça do Distrito Federal condenou Wellington Macedo a seis anos de prisão em regime fechado. Ele foi acusado de expor a integridade física da população mediante o uso de explosivo, que foi colocado próximo de um caminhão-tanque estacionado nas proximidades do aeroporto, representando um sério risco à segurança pública.

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, utilizou uma rede social para se manifestar sobre as prisões, elogiando o trabalho da polícia paraguaia na colaboração internacional que levou à captura dos acusados. “Agradeço o trabalho da polícia do Paraguai na execução de importantes prisões de brasileiros acusados de crimes relativos ao 8 de janeiro e outros atos delituosos, a exemplo da bomba no aeroporto de Brasília. E mais uma vez homenageio a nossa Polícia Federal pela eficiência”, afirmou o ministro.

As prisões representam um avanço significativo nas investigações relacionadas a crimes graves que afetaram a segurança e a ordem pública no Brasil, demonstrando a importância da colaboração entre as autoridades nacionais e internacionais na busca pela justiça e pela garantia do Estado de Direito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!