Reforma tributária representa oportunidade histórica para combater o patrimonialismo brasileiro, afirma ministro da Fazenda

Ministro prometeu abrir cálculos e informações a senadores

Publicidade

Mais lidas

Nesta quarta-feira (12), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que a reforma tributária representa uma oportunidade histórica para combater o patrimonialismo brasileiro. A declaração foi dada após uma reunião com os relatores da proposta no Senado, Eduardo Braga (MDB-AM), e na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Haddad destacou que a reforma trará mudanças significativas no ambiente econômico do país e terá um impacto profundo no patrimonialismo brasileiro. Segundo o ministro, a proposta é quase revolucionária e trará benefícios em diversos aspectos.

O ministro se colocou à disposição do Senado para fornecer todas as informações necessárias e abrir os dados da Receita Federal e da Secretaria Extraordinária da Reforma Tributária. Ele ressaltou a importância de um contato franco e direto com os senadores para garantir o conforto necessário na análise da proposta.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Sobre a recusa do Senado em fatiar a proposta e promulgar os pontos de consenso, Haddad preferiu não comentar. Ele reiterou apenas que a reforma tributária trará mais transparência, segurança jurídica, equidade e um tratamento mais adequado ao contribuinte.

O relator da reforma no Senado, Eduardo Braga, afirmou que o objetivo é aprovar o texto no Plenário até o fim de outubro, com as alterações dos senadores, para contribuir com a Câmara. Braga ressaltou a importância da reforma para a geração de empregos e o crescimento do país.

Aguinaldo Ribeiro, relator da proposta na Câmara, informou que o texto aprovado em segundo turno pela Casa será encaminhado ao Senado após o retorno do presidente da Câmara, Arthur Lira.

A reforma tributária é aguardada com expectativa pela sociedade brasileira, que espera por mudanças que simplifiquem o sistema tributário e estimulem o crescimento econômico do país. A proposta tem sido discutida há anos e agora está mais próxima de se tornar realidade. Resta acompanhar os próximos passos e as decisões dos parlamentares para saber como a reforma tributária irá se desenrolar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!