Falece o renomado músico brasileiro João Donato aos 88 anos

O cantor, compositor e multi-instrumentista João Donato, conhecido por suas melodias únicas, faleceu no Rio de Janeiro após internação por infecção pulmonar.

Publicidade

Mais lidas

Na madrugada desta segunda-feira (17), o talentoso cantor, compositor, multi-instrumentista e arranjador João Donato nos deixou aos 88 anos de idade. O artista, que havia sido internado na semana passada devido a uma infecção pulmonar, faleceu na cidade do Rio de Janeiro. A triste notícia foi anunciada pelo perfil oficial de João Donato no Instagram, que prestou homenagem ao músico.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Hoje o céu dos compositores amanheceu mais feliz: João Donato foi para lá tocar suas lindas melodias. Agora, sua alegria e seus acordes permanecem eternos por todo o universo”, disse a mensagem publicada no perfil do músico.

O velório de João Donato será realizado no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, em horário a ser divulgado em breve. Após as despedidas, o corpo será cremado no Memorial do Carmo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Diversas personalidades prestaram homenagens ao músico nas redes sociais. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressou sua tristeza e reconhecimento pela perda do renomado compositor: “João Donato, pianista, acordeonista, cantor e compositor, foi um dos gênios da música brasileira. Perdemos hoje um de nossos maiores e mais criativos compositores.”

A ex-presidente Dilma Rousseff também lamentou a morte de Donato e enfatizou sua importância para a música brasileira: “A morte de João Donato deixa o Brasil e o mundo tristes. Ele era um gênio e um músico profundamente identificado com o país.”

Marcos Valle, compositor e cantor, também deixou sua mensagem de despedida para o amigo e parceiro musical: “Meu amigo. Boa viagem! Que você seja recebido com muita música e muitas cores. Vá em paz meu amigo, meu parceiro, meu ídolo.”

João Donato nasceu em 17 de agosto de 1934, em Rio Branco, Acre, e mudou-se para o Rio de Janeiro aos 11 anos. Sua paixão pela música se manifestou precocemente, aos 5 anos, quando já dominava o acordeon. Aos 15 anos, começou a frequentar as jam sessions promovidas por artistas como Dick Farney e Sinatra Farney Fã Club.

Sua carreira musical ganhou impulso ao integrar a banda do flautista Altamiro Carrilho e colaborar com artistas renomados, como Lúcio Alves e Chet Baker. Em busca de novas oportunidades, Donato mudou-se para os Estados Unidos na década de 1950, onde desenvolveu seu estilo musical único, mesclando jazz e música latina.

Donato deixou um legado de composições aclamadas, como “Amazonas,” “A Rã,” “Lugar Comum,” “Simples Carinho” e “Nasci para Bailar.” Além de sua carreira solo, ele também contribuiu como arranjador em discos de Gilberto Gil e Gal Costa.

Em 2016, o álbum “Donato Elétrico” rendeu a João Donato uma indicação ao Grammy Latino de Melhor Instrumental e foi eleito o 11º melhor álbum brasileiro do ano pela revista Rolling Stone Brasil.

A música brasileira perdeu hoje um dos seus grandes talentos, mas a influência e o legado de João Donato permanecerão vivos na alma do povo brasileiro. Nossos sentimentos vão para a família, amigos, músicos que se inspiraram nele e fãs ao redor do mundo. Que João Donato encontre a paz que tanto cantou, enquanto sua música continua a nos encantar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!