Brasil enfrenta onda de calor excepcional com recordes históricos à vista

MetSul Meteorologia alerta para temperaturas extremas em várias regiões do país nos próximos dias

Publicidade

Mais lidas

Uma situação climática preocupante está prestes a se desenrolar no Brasil nos próximos dias, com a MetSul Meteorologia emitindo um alerta para um episódio excepcional de calor que afetará grande parte do país. As temperaturas previstas para esta semana e a próxima estão programadas para superar em muito os valores médios históricos de temperatura máxima em todas as cinco regiões do Brasil, com alto potencial para quebra de recordes para o mês de setembro e, talvez, recordes absolutos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Uma imensa massa de ar extremamente quente está prestes a cobrir o Brasil, intensificando ainda mais o calor já sentido no Centro-Oeste e no Sudeste neste início de semana. Embora o calor intenso não seja incomum nessas áreas durante o mês de setembro, a situação atual é de elevado perigo devido à severidade do calor esperado, o que demandará atenção das autoridades.

Vários estados enfrentarão temperaturas muito altas a extremamente altas, com marcas previstas próximas ou acima dos 40ºC. Os estados afetados incluem o Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Rondônia, Amazonas, Pará, Tocantins, Bahia, Piauí e Maranhão.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

As condições mais críticas de calor são esperadas no Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul, com marcas previstas para ultrapassar os 40ºC na maioria das cidades desses estados. Em particular, a região do Pantanal e áreas vizinhas enfrentarão temperaturas máximas extremamente altas, podendo chegar a 43ºC a 45ºC, no centro da cúpula de calor que se concentrará entre o Paraguai e os estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

Outras regiões que também devem enfrentar temperaturas próximas ou acima dos 40ºC incluem partes do Norte, Goiás, Sudeste e alguns estados do Nordeste, como o Oeste da Bahia, Maranhão e Piauí. No Rio de Janeiro, algumas estações meteorológicas podem registrar temperaturas superiores a 40ºC no próximo fim de semana. Já em Minas Gerais, o Triângulo Mineiro e o Noroeste do estado serão as áreas mais afetadas pelo calor extremo, com máximas previstas para superar os 40ºC.

O pico do calor extremo está previsto para ocorrer entre o final desta semana e o início da próxima semana, com modelos numéricos indicando temperaturas significativamente elevadas no nível de pressão de 850 hPa (equivalente a 1.500 metros de altitude) no Centro-Oeste do Brasil.

A situação é tão preocupante que recordes históricos de temperatura podem ser quebrados durante esse episódio de calor excepcional. A maior temperatura registrada oficialmente no Brasil foi de 44,8°C em Nova Maringá, Mato Grosso, em novembro de 2020, superando o recorde oficial anterior de Bom Jesus, Piauí, em 2005, de 44,7°C. Recordes mensais e, em algumas cidades, até recordes absolutos podem ser alcançados durante esse evento de calor extremo.

A cidade de São Paulo está entre os locais que podem testemunhar ou até mesmo superar os recordes de temperatura. Com muitos dias de calor intenso a extremo previstos no estado de São Paulo, não se pode descartar a possibilidade de que a capital paulista e outras cidades do estado estabeleçam novos recordes históricos de máximas, não apenas para setembro, mas também para toda a série histórica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!