25.1 C
Itapipoca

Nós Itapipoca

Quase 200 pessoas são presas em ações policiais nas últimas 48 horas no Ceará

Nas últimas 48 horas, as Forças de Segurança do Estado capturaram 194 pessoas em diversas ações desenvolvidas pela Polícia Civil e Militar do Ceará.

mais lidas

Nas últimas 48 horas, as Forças de Segurança do Estado capturaram 194 pessoas em diversas ações desenvolvidas pela Polícia Civil e Militar do Ceará. O resultado positivo do trabalho integrado é fruto de ofensivas policiais com foco no cumprimento de mandados de prisão e diligências para o coibir crimes em todo o Estado. As ofensivas ocorreram entre quarta-feira (13) e quinta-feira (14), com o intuito de desarticular coletivos criminosos e tirar de circulação suspeitos de cometerem crimes qualificados, além de contribuir para a sensação de segurança.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Para o gestor da Secretaria da Segurança Pública, Sandro Caron, esse resultado se dá pela reestruturação e o fortalecimento do Subsistema Estadual de Inteligência de Segurança Pública (Seisp), que tem auxiliado o trabalho integrado entre as Polícias Civil e Militar do Ceará. Ele ressalta que “essa nova diretriz tem impactado diretamente nos bons resultados. O balanço positivo dessas prisões, onde temos 194 pessoas capturadas por crimes graves, faz parte do apoio que a área de inteligência tem dado às operações policiais no Estado. Trabalhos dentro dessa linha, de que a cooperação das forças de segurança e o apoio permanente do uso da inteligência e estratégia, por meio da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública do Estado do Ceará (Supesp), nos dará resultados positivos”, explica ele.

Em Fortaleza, cerca de 110 policiais civis foram mobilizados para dar cumprimento a mandados de prisões existentes nas Áreas Integradas de Segurança do Estado. Somente na Capital, 32 mandados de prisão foram cumpridos pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas, organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo, roubo e lesão corporal. Já na Região Metropolitana de Fortaleza e Interior do Estado, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) capturou mais 25 pessoas. Ao todo, 57 suspeitos de crimes qualificados foram presos. A ação foi coordenada pelo Departamento de Polícia Judiciária da Capital (DPJC) e executada pela equipe da Dissuasão Focada e dos 25 Distritos Policiais da Capital.

Combate aos CVLIs

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Além das capturas pelos crimes de homicídio decorrentes do cumprimento de mandados de prisão, as Polícias Civis e Militar do Estado também realizaram 137 prisões e apreensões em flagrante. Os suspeitos foram capturados pelos crimes de homicídio doloso, posse e porte ilegal de armas de fogo, roubo, tráfico de drogas e outros delitos. Desse quantitativo, 38 pessoas foram autuadas por envolvimento com os crimes referentes à Lei de Drogas, 11 por posse e porte ilegal de armas de fogo e dez por roubos.

Somente nessa quinta-feira (14), equipes da PMCE capturaram quatro pessoas suspeitas de envolvimento com crimes de homicídio, consumados e tentados. O primeiro a ser preso foi Antonino Casemiro dos Santos (23). O homem, que já possuía antecedentes por tráfico de drogas, porte e posse ilegal de arma de fogo, receptação e posse de drogas, foi autuado em flagrante. Antonino Casemiro é suspeito de matar um outro indivíduo na madrugada de quarta-feira (13), no bairro Pedras (AIS 3). Ele foi localizado poucas horas após o crime.

Dando continuidade às ações ostensivas, no bairro Antônio Bezerra (AIS 6), Edvando Batista Costa (26), com passagens por homicídio doloso, tráfico de drogas, tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ou porte ilegal de arma de fogo, roubo e corrupção de menores, foi preso após atirar contra policiais militares durante uma ação policial na região. Com ele, um revólver do tipo garruncha, munições e drogas foram apreendidos. Já na cidade de Maranguape (AIS 12), as equipes militares prenderam Benedito Alves da Silva (35). O indivíduo é suspeito de invadir a casa de um idoso de 76 anos, no bairro Amanari, e tentar matá-lo. Ele foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio. A vítima foi socorrida para uma unidade hospitalar.

Pela Polícia Civil, um falso sequestro foi desvendado também na tarde de ontem (14), por equipes da Divisão Antissequestro (DAS). Wando Cordeiro Vasconcelos (35) foi preso suspeito de matar e ocultar o corpo de uma mulher. O crime ocorreu na noite dessa quarta-feira (13), no bairro José Walter (AIS 8). Porém, somente na data de ontem, o corpo da vítima foi localizado carbonizado em Chorozinho (AIS 13). Wando foi autuado em flagrante pelos crimes de homicídio com quatro qualificadoras, entre elas o feminicídio, além de ocultação de cadáver.

Ainda durante esse período entre os dias 13 e 14 de janeiro, mais 74 pessoas foram presas pelos crimes relacionados a casos de violência doméstica, estupro de vulnerável, lesão corporal dolosa, furto, ameaça, receptação, crime ambiental, crimes de trânsito e contra a paz pública. O secretário da SSPDS, Sandro Caron, frisou a importância da territorialização e de ações ostensivas e investigativas nas regiões em que são indicados os maiores índices de criminalidade.

“É importante destacar também a presença permanente da Polícia nos territórios como objetivo de neutralizar a ação de grupos criminosos. Somente nesses dois dias, a Polícia Civil cumpriu 57 mandados contra pessoas suspeitas de cometerem crimes graves em todo o Estado. O objetivo da Polícia é a redução da violência no Ceará. Estamos trabalhando para que o sistema de inteligência dê a sociedade a segurança pública que ela espera”, finalizou ele.

Estratégia e inteligência

Uma das principais diretrizes da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) é o fortalecimento da inteligência e da integração entre as vinculadas, objetivando a redução dos indicadores criminais, especialmente os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI).

Semanalmente, o secretário da SSPDS, Sandro Caron, se reúne com os demais membros da alta cúpula da Segurança Pública e com os representantes das Áreas Integradas de Segurança do Estado no intuito de alinhar as estratégias de combate a esses crimes em território cearense, sejam elas preventivas ou ostensivas, com rápidas respostas a crimes ocorridos no estado.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

últimas notícias

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!