Consumo de proteínas cai 9% no Brasil, exceto pela carne de porco, revela pesquisa

Estudo da Kantar com 3.800 pessoas aponta queda no consumo de proteínas devido à inflação, destacando a carne bovina como a mais afetada

Portal Itapipoca Portal Itapipoca
3 Min Read
- PUBLICIDADE -

Pesquisa realizada pela plataforma online Kantar, no primeiro trimestre deste ano com 3.800 pessoas, revela que o consumo de proteínas tem caído na mesa dos brasileiros, à exceção da carne de porco. Em consequência da inflação, o consumo de proteínas caiu 9% no período, contra -6% do segmento de alimentos e bebidas.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Segundo a diretora do Painel de Uso da Kantar, Divisão Worldpanel, Aurelia Vicente, “As proteínas, de forma geral, vêm caindo, algumas com mais intensidade, caso da carne bovina. Mas a gente vê, desde o início do cenário inflacionário mais alto, que o consumo de proteínas é menor desde o ano passado”.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A carne bovina, que tinha participação de 43,1% no primeiro trimestre de 2021, agora está com 39%. A trajetória de queda já era sinalizada em igual período de 2022, quando o consumo caiu para 40,5%. Já a carne suína fez o caminho inverso, subindo de 4,6%, entre janeiro e março de 2021, para 7,6%, no mesmo período de 2022 e, neste ano, para 9,1%.

Aurelia Vicente destacou que mesmo as proteínas mais baratas, como salsichas e linguiças, que se destacaram em 2022, perderam importância na mesa dos brasileiros na comparação com o primeiro trimestre do ano passado. O consumo de linguiças caiu de 15,4% para 14,9% e o de salsichas, de 4,8% para 3,8%. No curto prazo, o consumo de carne de aves também apresenta recuperação e, após alta de preços em 2022, a participação passa de 25,9% para 28,6% no primeiro trimestre de 2023.

Peixes e frutos do mar demonstraram estabilidade nos três primeiros meses deste ano, comparativamente ao mesmo período de 2022, com 4,3% de share, embora apresentando retração em relação a 2021 (6%).

Para Aurelia Vicente, até pelo início do cenário de queda da inflação mais recente, já se começa a ver uma retomada do consumo de carne de frango, por exemplo. Ela ressalta que o comportamento dos preços será determinante para a escolha dos consumidores: “O Brasil tem preferência pelas carnes bovina e de frango e, quando as pessoas tiverem possibilidade, vão voltar a comprar com mais intensidade”. No entanto, ela destaca que os preços altos são um obstáculo para os brasileiros, não apenas no caso da carne, mas também em outras categorias de commodities, como arroz e feijão.

A pesquisa da Kantar, que realiza semanalmente estudos semelhantes desde 2020, ouvindo 3.800 pessoas, revela um panorama preocupante quanto ao consumo de proteínas no Brasil, refletindo o impacto da inflação nos hábitos alimentares dos brasileiros.

Compartilhe
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- Advertisement -

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!