Fernando Diniz será o novo técnico interino da seleção brasileira masculina de futebol

Treinador do Fluminense assume o comando da equipe nacional durante um ano, a partir de setembro

Publicidade

Mais lidas

Na noite de terça-feira (4), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou que o atual treinador do Fluminense, Fernando Diniz, assumirá o cargo de técnico interino da seleção brasileira masculina de futebol. O contrato terá duração de um ano, a partir de setembro, coincidindo com o início dos jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2026. Além disso, Diniz comandará a equipe nos amistosos e na Copa América do próximo ano.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em entrevista ao site da CBF, Diniz expressou sua felicidade com o convite e ressaltou sua disposição em contribuir com a entidade e o futebol brasileiro. O treinador afirmou que é um sonho realizado estar ao lado de grandes jogadores, alguns dos quais foram seus atletas quando jovens, mencionando especificamente Bruno Guimarães e Antony.

Diniz seguirá treinando o Fluminense paralelamente ao trabalho à frente da seleção brasileira. Essa decisão foi possível graças à negociação entre a CBF e Mário Bittencourt, presidente do Tricolor carioca. A intenção da CBF é acionar Diniz apenas nos períodos de Datas Fifa, quando os jogos no Brasil são interrompidos, a fim de evitar conflitos nas atividades do treinador.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O anúncio da contratação de Diniz como técnico interino coincide com a expectativa de que o treinador italiano Carlos Ancelotti assuma a equipe brasileira no próximo ano. Ancelotti possui contrato com o Real Madrid, da Espanha, até junho de 2024.

Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, destacou que a escolha de Diniz se deve ao trabalho inovador desenvolvido pelo treinador. Ele ressaltou que a proposta de jogo de Diniz é semelhante à do técnico Ancelotti, que assumirá a seleção brasileira após a Copa América.

Com a confirmação de Fernando Diniz como técnico interino, a expectativa dos torcedores e da própria CBF é de que a equipe nacional mantenha um bom desempenho nas competições que serão disputadas nos próximos meses, consolidando uma transição suave para a chegada de Ancelotti.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!