Brasil estreia nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026 diante da Bolívia

Técnico interino Fernando Diniz assume comando da seleção, Neymar busca recorde de gols e novo estilo de jogo é testado

Publicidade

Mais lidas

Nesta sexta-feira, dia 8 de setembro, o Brasil inicia sua jornada rumo à Copa do Mundo de 2026 enfrentando a Bolívia no estádio Mangueirão, em Belém, às 21h45 (horário de Brasília). Este é também o primeiro compromisso de Fernando Diniz como técnico interino da seleção desde que foi anunciado para o cargo em julho. A partida de estreia da seleção brasileira terá transmissão ao vivo pela Rádio Nacional, com início às 21h30, com narração de André Luiz Mendes, comentários de Waldir Luiz e reportagem de Bruno Mendes.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Os 23 jogadores convocados por Fernando Diniz começaram a se apresentar para os treinos em Belém na última segunda-feira, dia 4 de setembro. O último a chegar foi o atacante Gabriel Jesus, do Arsenal, chamado após a desconvocação de Antony, do Manchester United, que está sendo investigado por agressões à ex-namorada Gabriela Cavallin.

A expectativa é que Fernando Diniz leve a campo a seguinte formação: Ederson, Danilo, Marquinhos, Gabriel Magalhães e Renan Lodi; Casemiro, Bruno Guimarães, Neymar e Rodrygo; Raphinha e Richarlison.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Uma das histórias que cercam esta partida é a oportunidade para Neymar, atualmente no Al-Hilal da Arábia Saudita, de fazer história no Mangueirão. Se marcar, Neymar chegará a 78 gols pelo Brasil, ultrapassando Pelé e se tornando o maior artilheiro isolado da história da seleção, de acordo com as contas da FIFA. Vale lembrar que, para a CBF, que contabiliza outros gols em amistosos, Pelé marcou 95 gols com a camisa verde e amarela.

Outro ponto de interesse é a implementação do estilo de jogo de Fernando Diniz na seleção. Contratado para fazer a ponte para o próximo técnico que deve assumir a partir de 2024 – especula-se o nome do italiano Carlo Ancelotti, do Real Madrid – Diniz, que tem um contrato de um ano, é conhecido por ser adepto da manutenção da posse de bola desde o campo de defesa e pela preocupação com o lado estético do jogo, visando praticar um futebol vistoso. Nove atletas do grupo atual já foram treinados por ele em algum momento de suas carreiras, enquanto outros ainda estão se adaptando aos conceitos do treinador, como o volante Casemiro, que foi o capitão da seleção nos últimos jogos.

“Nós sabemos que cada treinador tem sua filosofia, suas qualidades, sua forma de jogar. O Fernando Diniz está nos mostrando vídeos, está nos dizendo como gosta de ver o time jogar. Já temos uma base que veio da Copa do Mundo. Não vai ser problema essa adaptação”, acredita Casemiro.

Após o confronto com a Bolívia, o Brasil enfrentará o Peru em Lima na próxima terça-feira, dia 12 de setembro, às 23h (horário de Brasília). Com o aumento do número de participantes para 48 seleções na próxima Copa do Mundo, as Eliminatórias Sul-Americanas agora fornecem seis vagas diretas e a possibilidade de mais uma na repescagem.

Como de costume, são dez países na disputa (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela) que se enfrentarão em turno e returno, totalizando 18 partidas para cada equipe. A última rodada está prevista para acontecer em 9 de setembro de 2025. As seis primeiras rodadas serão disputadas ainda em 2023.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!