Ministério da Saúde do Japão confirma primeira morte por vírus Oz transmitido por carrapatos

Mulher na casa dos 70 anos é a primeira vítima fatal da doença infecciosa, que também representa o primeiro caso registrado no mundo

Publicidade

Mais lidas

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão anunciou hoje o primeiro caso confirmado de uma doença infecciosa causada pelo vírus Oz no país e no mundo. Uma mulher na casa dos 70 anos, que faleceu no ano passado, foi identificada como a primeira vítima fatal do vírus. Autoridades acreditam que carrapatos duros sejam portadores dessa nova ameaça à saúde pública.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo o relatório divulgado pelo ministério, a mulher, residente na província de Ibaraki, ao norte de Tóquio, foi diagnosticada com miocardite, uma inflamação dos músculos cardíacos. Ela havia buscado atendimento médico devido a sintomas como febre e fadiga. Durante a investigação do caso, um carrapato foi encontrado picando a parte superior de sua perna. Após uma autópsia minuciosa, os médicos concluíram que a mulher havia sido infectada pelo vírus Oz.

De acordo com as autoridades governamentais, este é o primeiro caso registrado de infecção pelo vírus Oz, com ou sem fatalidade. Estudos de amostras de sangue realizados no Japão indicaram a presença de anticorpos contra o vírus, sugerindo que outras pessoas também podem ter sido infectadas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A forma exata de transmissão do vírus ainda não está clara, mas a picada de carrapatos, portadores suspeitos do vírus, é uma causa provável. Como medida preventiva, o Ministério da Saúde está recomendando que as pessoas usem blusas de manga longa e calças compridas quando frequentarem áreas verdes, onde há maior probabilidade de encontrar carrapatos.

O vírus Oz foi inicialmente detectado no Japão em 2018, em um tipo específico de carrapato duro. Esses carrapatos são comumente encontrados na região de Kanto, que engloba Tóquio, além das regiões central e oeste do país.

Autoridades de saúde estão intensificando os esforços de vigilância e pesquisa para entender melhor o vírus Oz, sua transmissão e possíveis formas de prevenção. Medidas de conscientização e educação pública também serão implementadas para informar a população sobre os riscos associados à infecção por esse novo vírus transmitido por carrapatos.

É fundamental que as pessoas estejam cientes dos perigos e sigam as precauções recomendadas para evitar possíveis infecções. O Ministério da Saúde continuará monitorando de perto a situação e fornecendo atualizações regulares à medida que novas informações se tornem disponíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!