Justiça Eleitoral tem histórico honrado, diz Fachin

Presidente do tribunal diz que corte tem cumprido seu papel.

Publicidade

Mais lidas

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, disse hoje (1º) que a Justiça Eleitoral tem histórico honrado no cumprimento da missão de organizar as eleições. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

As declarações de Fachin foram feitas durante sessão de abertura dos trabalhos do segundo semestre do tribunal. 

“A Justiça Eleitoral tem histórico honrado e imaculado de fiel cumprimento de sua missão constitucional, realizar eleições em paz, com segurança e com confiabilidade nos resultados”, afirmou. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fachin também declarou que, ao longo dos anos, todos os testes públicos e privados comprovaram a garantia do sigilo do voto e da segurança do sistema eleitoral. 

De acordo com o presidente, a adesão cega à desinformação é antidemocrática. 

“Quem vocifera não aceitar resultado diverso da vitória não está defendendo auditoria das urnas eletrônicas do processo de votação, está defendendo apenas o interesse próprio de não ser responsabilizado pelas inerentes condutas ou pela inaptidão de ser votado pela maioria da população brasileira”, concluiu. 

Durante a abertura, na função de procurador-geral eleitoral, Augusto Aras disse que o Ministério Público está ao lado da Justiça Eleitoral para garantir que os eleitores possam escolher livremente seus candidatos. 

“Queremos contribuir para que esse processo eleitoral se realize em paz, com harmonia, com respeito às normas da Constituição e às leis”, afirmou.

Com informações da Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!