Governo autoriza ponto facultativo para servidores durante jogos da Seleção Brasileira Feminina na Copa do Mundo

Portaria permitirá que funcionários públicos federais se ausentem do trabalho para assistir aos jogos do torneio na Austrália e Nova Zelândia

Publicidade

Mais lidas

O Ministério da Gestão e Inovação anunciou que irá publicar uma portaria que permitirá a adoção de ponto facultativo para os servidores públicos federais nos dias de jogos da Seleção Brasileira Feminina de futebol durante a Copa do Mundo da Austrália e Nova Zelândia. O torneio ocorrerá entre os dias 20 de julho e 20 de agosto.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Com essa flexibilização, os servidores terão a possibilidade de se ausentar do trabalho para assistir aos jogos. Essa medida já é tradicionalmente adotada na Copa do Mundo masculina de futebol. De acordo com a portaria, nos dias em que os jogos começarem até 7h30, o expediente terá início às 11h. Já nos dias em que os jogos começarem às 8h, o expediente começará ao meio-dia. Além disso, o documento prevê a compensação das horas não trabalhadas até o dia 29 de dezembro.

A decisão de autorizar o ponto facultativo foi feita após um pedido da ministra do Esporte, Ana Moser, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante um treino da Seleção no Estádio Nacional Mané Garricha, em Brasília, há cerca de duas semanas. A previsão é que a portaria seja publicada na próxima terça-feira (18), no Diário Oficial da União, conforme informado pelo Ministério do Esporte à Agência Brasil.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A estreia da Seleção Brasileira Feminina na Copa do Mundo acontecerá no dia 24 de julho, às 8 horas (horário de Brasília), contra o Panamá, no Hindmarsh Stadium, em Adelaide. O segundo jogo será no dia 29 de julho, às 7 horas, contra a França, no Sidney Football Stadium, em Sidney. Na última rodada da primeira fase, o Brasil enfrentará a Jamaica no dia 2 de agosto, às 7 horas, no Melbourne Rectangular Stadium, em Melbourne.

Além de apoiar as jogadoras brasileiras na busca por um título inédito, a ministra Ana Moser embarcará para a Oceania na próxima semana para acompanhar de perto a Seleção na Copa do Mundo. Durante sua estadia, ela também irá articular uma série de reuniões para apresentar a candidatura brasileira para sediar o próximo Mundial feminino, em 2027. A escolha será feita pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) no próximo ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!