25.1 C
Itapipoca

Nós Itapipoca

Itapipoca e outros 17 municípios cearenses estão devendo aos médicos

O levantamento dos débitos é realizado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará, por meio da Campanha Devedômetro, que divulga desde janeiro de 2017 as gestões municipais em atraso com as remunerações médicas.

Publicidade
Publicidade

mais lidas

Segundo o Devedômetro, campanha do Sindicato dos Médicos do Ceará, no mês de fevereiro, 18 cidades cearenses permanecem em débito com os seus médicos. Entre elas estão: Aracati, Aracoiaba, Baturité, Caridade, Catunda, Chaval, Limoeiro do Norte, Pacajus, Pires Ferreira, Icó, Itapipoca, Mulungu e Juazeiro do Norte. Do número total, cinco municípios fazem parte do levantamento feito pela entidade que contabiliza as cidades que deixaram débitos com seus médicos após a mudança de prefeito. São elas: Alto Santo, Ipueiras, Caririaçu, Caucaia e Quixadá.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O levantamento dos débitos é realizado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará, por meio da Campanha Devedômetro, que divulga desde janeiro de 2017 as gestões municipais em atraso com as remunerações médicas. Esse número já chegou a 31 gestões inadimplentes, mas com o trabalho da entidade em negociações administrativas e/ou medidas judiciais cabíveis, muitos Municípios já sanaram os seus débitos.

O Departamento Jurídico da entidade lembra que em caso de atrasos salariais, o ônus não é da gestão atual, e sim do município; também orienta aos médicos a documentar os plantões, tendo em vista comprovações futuras. Em caso de prejuízos salariais, procure imediatamente o Sindicato.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Como acionar o Devedômetro

A campanha funciona assim: o Sindicato é acionado por médicos cujas remunerações estão em atraso; após checar a denúncia, a entidade tenta resolver o problema de forma administrativa, através do seu Departamento Jurídico; esgotadas as negociações no âmbito administrativo, são tomadas as medidas judiciais cabíveis para assegurar o respeito ao trabalho médico e feita a divulgação dos “maus pagadores e devedores” através das redes sociais oficiais e portal do Sindicato dos Médicos. Tal divulgação, sempre no primeiro dia útil de cada mês, refere-se aos débitos do mês anterior.

Os médicos cujas remunerações, por parte de órgãos públicos, estejam em atraso ou sofrendo reduções, devem comunicar tais fatos, imediatamente, ao Sindicato dos Médicos por meio dos seguintes canais: e-mail; e Canal do Médico, aplicativo para smartphones, disponível tanto para IOS como para Android, respectivamente, na Apple Store e no Google Play.

Fonte: Sindicato dos Médicos do Ceará

COMENTE

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

últimas notícias

Publicidade

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!