Volante Geilson Cearense, atuando pelo Cearense Sub-20/2018 - Foto: Pedro Chaves

Na Águia da Precabura, os trabalhos na base já começam a gerar frutos, um exemplo disso é o atleta do Uniclinic Sub-20, Geilson Silva de Sousa, ou somente Geilson Cearense, como gosta de ser chamado, que está de malas prontas para fase de testes no Kalmar da Suécia.

Geilson Cearense, volante, que completará 18 anos no próximo dia 11 de agosto, nasceu em Itapipoca/CE, e iniciou no futebol no Horizonte Futebol Clube, em 2017, ainda quando a Arigoll administrava as categorias de base daquele clube. Ainda em 2017, a Arigoll Sports mudou de casa, e hoje faz seus trabalhos na base em alto nível, no querido e acolhedor Uniclinic Atlético Clube, que tem como Presidenta, a Maria Vieira, que sempre nos recebe com um carinho inigualável.

Geilson, adquiriu conhecimento não só no futebol, mas na vida, carregando nas malas valores que estão no dia a dia de um grande formador no futebol. Para chegar a um grande clube de futebol, muitas das vezes o foco é só a bola, mas no Uniclinic, o foco principal está no conjunto da obra. Para alçar voos altos no futebol, Geilson, teve um tutor preocupado com a vida e formação dele no futebol, Melo Victor. Conversei um pouco com Melo Victor, que é Coordenador de Base do Uniclinic, e ele nos falou da importância da formação dos atletas;

“No Uniclinic realizamos não só o trabalho dentro de campo, pois o trabalho extra campo também é muito importante, quanto mais cedo podermos acompanhar o atleta, ele terá uma formação como tem que ser. Aqui nós procuramos conhecer bem a vida de nossos atletas, realizamos palestras com os atletas, estamos investindo em profissionais não só voltada para a parte física e técnica, mas também para parte de psicologia e nutrição.”

Melo Victor, Beto Tupinambar, Geilson Cearense e Lars Lindell – Foto: Divulgação

Melo Victor, acompanha de perto o garoto Geilson Cearense, desde pequeno, ainda quando morava na cidade de Itapipoca/CE. “Conheço o Geilson, desde os 11 anos de idade, a oportunidade para ele não veio do dia para noite, sempre o orientei, e quando vim trabalhar realmente no futebol, no Horizonte, aí tive a ajuda de outros profissionais, como treinadores, preparadores, e o Luan, um jovem treinador que foi de suma importância no lado psicológico, o equilíbrio que faltava para complementar a boa formação. Assim no Uniclinic, vivemos em uma verdadeira família, treinamos, lutamos no dia a dia, e ficamos felizes que os frutos de um trabalho que iniciamos está dando certo, um exemplo disso é Geilson, mas temos muitos outros que logo estarão tendo a sua oportunidade de voar pela Águia da Precabura. Finalizou Melo Victor.

Conversei também com Geilson Cearense, e ele nos falou da oportunidade de ouro de poder jogar no futebol europeu; “Essa oportunidade está sendo muito importante para mim, para minha carreira profissional. Sempre tive um grande sonho de jogar no futebol europeu, e graças a Deus, e a todos que fazem parte do Uniclinic Atlético Clube, esse sonho está se tornando realidade. Sei que tudo é só o início, sei que posso chegar mais longe em minha carreira, vou trabalhar ainda mais para que eu possa me firmar, lutarei todos os dias para conquistar meu espaço e tudo dará certo. Agradeço de coração também o nosso grupo, que como eu também terão a sua oportunidade.” Falou Geilson Cearense.

Equipe Sub-20 do Uniclinic Atlético Clube 2018 – Foto: Pedro Chaves

Para finalizar, Maria Vieira, Presidenta do Uniclinic Atlético Clube, falou um pouco sobre a formação dos atletas no clube, e a felicidade de ver os trabalhos fluírem; “O primeiro passo é conhecer a família, e fazer eles entendam que a formação de um atleta é tão importante quanto a estrutura familiar. As vezes a carga de responsabilidade sobre os garotos são muito grandes, mas todos tem que entender que, nesta fase de formação eles estão ali não para ganhar dinheiro e sim para serem orientados, treinados e serem profissionais completos, seja dentro ou fora das quatro linhas.”

A Presidenta Maria Vieira, acompanha de perto todas as fases da formação de seus atletas, das escolinhas ao profissional – Foto: Arquivo Pessoal

“No extra-campo, cobramos bastante os estudos que faz parte da formação, não é só bola rolando. Não apoiamos nada que atrapalhe a formação de um atleta, nós procuramos dar condições para os atletas terem um alto rendimento, mas cobramos e acompanhamos a vida de cada um no extra-campo. O atleta tem que ter foco no objetivo, se não tiver foco e compromisso todo o trabalho investido na formação vai por água abaixo! Quanto ao Geilson, é um dos atletas formados em nosso clube, um garoto que começamos do zero e está tendo uma merecida oportunidade, semente que ele mesmo plantou, com dedicação, responsabilidade e compromisso, que nos deixa satisfeitos em saber que estamos no caminho certo!” Finalizou Maria Vieira.

Orgulho mesmo deve está a querida cidade de Itapipoca, prestes a ver um jovem talento da terrinha, ter a oportunidade de brilhar em gramados europeus. Desejamos sucesso garoto!


COMENTE ABAIXO ⬇

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.