Presidente Lula recebe presidente argentino em visita oficial e discute crise econômica

Luiz Inácio Lula da Silva e Alberto Fernández tratam de temas bilaterais e buscam soluções para a crise econômica enfrentada pela Argentina.

Publicidade

Mais lidas

No Palácio do Planalto, em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe nesta segunda-feira (26), a partir das 12h, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, em uma visita oficial ao Brasil. O encontro tem como objetivo discutir os principais temas da agenda bilateral e buscar soluções para a grave crise econômica enfrentada pelos argentinos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Como maiores parceiros comerciais do Brasil na América do Sul, Brasil e Argentina enfrentam um momento desafiador, com a crise econômica argentina afetando as exportações brasileiras. A Argentina tem enfrentado uma desvalorização de sua moeda local, perda do poder de compra da população e altos índices inflacionários. A inflação no país vizinho chegou a atingir 104% ao ano no mês de março.

Diante desse cenário, o presidente Lula tem buscado articular iniciativas de ajuda aos países vizinhos, visando evitar uma queda ainda maior nas exportações brasileiras. Desde janeiro, Lula e Fernández já se encontraram quatro vezes. Além da posse de Lula, em janeiro, o presidente brasileiro realizou uma visita oficial à Argentina em sua primeira viagem internacional. Por sua vez, Fernández também esteve duas vezes em Brasília, uma delas para se reunir diretamente com o presidente da República, em maio, e outra para participar da cúpula de presidentes sul-americanos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A reunião entre Lula e Fernández no Palácio do Planalto será seguida por um almoço no Palácio Itamaraty, previsto para as 13h30. Durante o encontro, os líderes discutirão medidas para fortalecer a cooperação econômica e buscar soluções conjuntas para a crise enfrentada pela Argentina. A visita oficial reforça a importância da parceria entre os dois países e a preocupação do governo brasileiro em auxiliar na recuperação econômica de seus vizinhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!