Japão enfrenta devastação com 110 mortos confirmados após terremoto

Seis dias após o tremor de magnitude 7,6 na costa oeste, equipes de resgate lutam para encontrar sobreviventes nos escombros, enquanto milhares aguardam ajuda e o país chora sua maior tragédia sísmica desde 2016.

Publicidade

Mais lidas

O Japão vive momentos de luto e desespero com a confirmação de que o terremoto que abalou o país no dia do Ano Novo já deixou 110 mortos, segundo informações divulgadas neste sábado (6). O impacto do tremor de magnitude 7,6, que atingiu a costa oeste, resultou na destruição de infraestrutura e na interrupção do fornecimento de energia elétrica para 22 mil residências na região de Hokuriku.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em meio aos esforços para resgatar sobreviventes nos escombros de edifícios colapsados, a chuva intensa tem prejudicado as operações de busca. Mais de 30 mil pessoas, obrigadas a deixar suas casas, aguardam desesperadamente por assistência em meio à tragédia que se estende pelo sexto dia consecutivo.

O número de mortos, que era de 94 no dia anterior, saltou para 110 até as 16h deste sábado, conforme relatos do website do governo de Ishikawa. A nação asiática enfrenta agora a angustiante situação de ter mais de 200 pessoas desaparecidas, marcando este como o terremoto mais letal em quase oito anos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O impacto dessa tragédia sísmica é o mais devastador desde os tremores que assolaram a região de Kumamoto, no sudoeste do país, em 2016, quando 276 vidas foram perdidas. Diante da gravidade da situação, o primeiro-ministro Fumio Kishida instruiu as autoridades governamentais a intensificarem os esforços de emergência, visando a restauração das estradas danificadas pelo tremor. A medida é crucial para ampliar as operações de ajuda e proporcionar alívio às comunidades afetadas por essa catástrofe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!