Presidente Lula indica Daniela Teixeira como ministra do STJ

Advogada do Distrito Federal é escolhida para vaga reservada à advocacia no Superior Tribunal de Justiça; Sabatina no Senado é o próximo passo

Publicidade

Mais lidas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva formalizou a indicação da advogada Daniela Teixeira para o cargo de ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A decisão foi baseada na lista tríplice apresentada pelos ministros do STJ, na qual Daniela Teixeira figurava como a única mulher entre os indicados. Agora, o Senado Federal dará continuidade ao processo com a realização de uma sabatina, seguida da aprovação ou rejeição da nomeação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Com 51 anos de idade, Daniela Teixeira traz uma trajetória acadêmica e profissional sólida. Formada pela Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB), possui especialização em direito econômico e empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e é mestre em direito pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP). Sua atuação na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) inclui a posição de conselheira federal e vice-presidente no Distrito Federal, evidenciando seu compromisso com a advocacia e a justiça.

O STJ desempenha um papel central na uniformização da interpretação da lei federal em todo o território nacional. Responsável por decisões definitivas em casos civis e criminais que não envolvem matéria constitucional nem a justiça especializada, como a do Trabalho e a Militar, a corte assume uma posição crucial na manutenção da estabilidade jurídica do país.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A escolha de Daniela Teixeira foi bem recebida por diversos setores da sociedade. A primeira-dama Janja Lula Silva expressou sua satisfação nas redes sociais, destacando a importância da presença feminina em posições de poder. Além disso, o Conselho Federal da OAB celebrou a indicação da advogada, destacando seu perfil e qualificações para ocupar o cargo no STJ.

Este não é o único movimento do presidente Lula no cenário judicial. Além da nomeação de Daniela Teixeira, Lula terá a incumbência de escolher dois nomes dentre os quatro indicados para ocupar vagas reservadas a desembargadores estaduais no STJ. Essa decisão também será seguida por um processo de sabatina no Senado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!