Luís Roberto Barroso assume a presidência do STF em cerimônia tradicional

Ministro assume mandato de dois anos e destaca compromisso com a Constituição

Publicidade

Mais lidas

Nesta quinta-feira (28), o ministro Luís Roberto Barroso foi oficialmente empossado como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), em uma cerimônia que seguiu o tradicional rito protocolar. O evento marcou o início do mandato de dois anos de Barroso no cargo, que se estenderá até outubro de 2025.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A cerimônia de posse transcorreu conforme a tradição, com o ministro Barroso assinando o termo de posse e fazendo o juramento à Constituição. “Prometo bem e fielmente cumprir os deveres do cargo de presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, em conformidade com a Constituição e as leis da República”, declarou solenemente.

Além do juramento, a cerimônia contou com discursos de representantes da Procuradoria-Geral da República (PGR) e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O próprio ministro Barroso também proferiu um discurso, no qual destacou os desafios e responsabilidades que acompanham a presidência do STF.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O evento ganhou destaque com a participação da renomada cantora Maria Bethânia, convidada para entoar o Hino Nacional. Diversas autoridades estiveram presentes, incluindo o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os líderes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco.

Perfil de Luís Roberto Barroso

Luís Roberto Barroso chegou ao Supremo Tribunal Federal em 2013, após ter sido indicado pela então presidente Dilma Rousseff para a vaga deixada pelo ministro Carlos Ayres Britto, que se aposentou em novembro de 2012 ao completar 70 anos. Nascido em Vassouras, no Rio de Janeiro, o ministro é doutor em direito público pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e mestre em direito pela Yale Law School, nos Estados Unidos.

Antes de assumir sua posição no STF, Barroso atuou como advogado privado e defendeu diversas causas perante a Corte, incluindo a interrupção da gravidez nos casos de fetos anencéfalos, pesquisas com células-tronco, união homoafetiva e a defesa do ex-ativista Cesare Battisti.

A posse do ministro Barroso como presidente do STF representa um marco importante no cenário jurídico e político do Brasil, com expectativas de que ele continue a desempenhar um papel fundamental na defesa da Constituição e dos princípios democráticos do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!