Lula anuncia R$ 1 bilhão em empréstimos para recuperação econômica do Rio Grande do Sul após ciclone extratropical

Recursos do BNDES e liberação do FGTS beneficiarão regiões atingidas pelo desastre natural que deixou quase 50 mortos e milhares de desabrigados no estado

Publicidade

Mais lidas

Na noite desta terça-feira (12), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou medidas significativas para auxiliar o Rio Grande do Sul a se recuperar dos estragos causados pelo ciclone extratropical que assolou o estado nas últimas semanas. Em um pronunciamento nas redes sociais, Lula revelou que o governo federal disponibilizará R$ 1 bilhão em empréstimos por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e permitirá que 354 mil trabalhadores com carteira assinada acessem os recursos depositados em suas contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A iniciativa visa amparar não apenas a economia das cidades afetadas, mas também os cidadãos que enfrentam dificuldades após as chuvas intensas que resultaram em quase 50 mortes e deixaram cerca de 8 mil pessoas desabrigadas no estado.

“Tomamos a decisão de fazer uma concessão de empréstimo do BNDES de R$ 1 bilhão para ajudar a recuperar a economia de todas as cidades e, ao mesmo tempo, a liberação de R$ 600 milhões do Fundo de Garantia [do Tempo de Serviço] para atender 354 mil trabalhadores que têm Fundo de Garantia”, declarou o presidente após uma reunião no Palácio da Alvorada com ministros que compõem um grupo de trabalho dedicado a lidar com a crise no Sul do país.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Lula também assegurou o compromisso do governo federal em atender todas as necessidades da população afetada, desde pequenos e médios empresários até moradores que perderam suas casas devido às inundações. “Vamos cuidar do povo com muito carinho porque o povo não pode sofrer do jeito que está sofrendo”, ressaltou o presidente.

Esta não é a primeira intervenção do governo federal na região. No último domingo (10), o vice-presidente Geraldo Alckmin, que assumiu interinamente a Presidência da República durante a viagem de Lula à Índia, visitou pessoalmente o Rio Grande do Sul e anunciou a disponibilização de R$ 741 milhões em ajuda ao governo gaúcho. Durante sua visita à cidade de Lajeado, no Vale do Taquari, uma das áreas mais afetadas, Alckmin se reuniu com prefeitos locais, ministros e o governador Eduardo Leite.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!