Presidente do PL, Valdemar Costa Neto, recebe liberdade provisória após dois dias preso

Ministro do STF, Alexandre de Moraes, concede medida após parecer da PGR; Costa Neto deixará sede da PF, mas sob medidas cautelares

Publicidade

Mais lidas

Após passar dois dias detido, o presidente nacional do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, teve sua liberdade provisória concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. Costa Neto deixará a sede da Polícia Federal em Brasília, porém estará sujeito a uma série de medidas cautelares, sob o risco de retornar à prisão.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A decisão de Moraes veio após a Procuradoria-Geral da República (PGR) emitir um parecer favorável à soltura, destacando a idade avançada de Costa Neto, 74 anos, e a ausência de ameaça grave ou violência. O ministro havia convertido a prisão do presidente do PL em preventiva na noite de sexta-feira (9), aguardando a manifestação da PGR.

Enquanto Costa Neto recupera a liberdade, outros colaboradores do ex-presidente Jair Bolsonaro permanecem detidos. Filipe Martins Garcia, ex-assessor especial, o coronel do Exército Marcelo Costa Câmara, também ex-assessor especial, e o major Rafael Martins de Oliveira continuam com prisão preventiva decretada.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A prisão de Costa Neto ocorreu durante uma operação de busca e apreensão da Operação Tempus Veritatis (A Hora da Verdade), devido à descoberta de uma arma sem licença pela Polícia Federal. Posteriormente, foi encontrada uma pepita de ouro com origem não comprovada, configurando o crime de usurpação mineral, que é inafiançável.

A defesa de Costa Neto alegou que a pepita possuía baixo valor e que sua posse não constituía delito. Quanto à arma, afirmou que pertencia a um parente e estava devidamente registrada.

O advogado Fabio Wajngarten, representante da defesa de Jair Bolsonaro, compartilhou a notícia da libertação nas redes sociais, enfatizando a decisão do Ministro Alexandre de Moraes. A Operação Tempus Veritatis investiga uma suposta organização criminosa envolvida em uma tentativa de golpe de Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!