Presidente participa do G7 no Japão em busca de engajamento internacional

Lula embarca para a Cúpula do G7 em Hiroshima para discutir temas como segurança alimentar, crise econômica na Argentina e a guerra na Ucrânia

Portal Itapipoca Portal Itapipoca
3 Min Read
- PUBLICIDADE -

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou nesta quarta-feira (17) uma viagem ao Japão, onde participará do segmento de engajamento externo da Cúpula do G7. O evento reúne os líderes das sete maiores economias do mundo – Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália e Canadá – e acontecerá nos dias 20 e 21 de maio em Hiroshima. Lula foi convidado pelo primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, e essa será a sua sétima participação no encontro.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A viagem começou com Lula transmitindo o cargo ao vice-presidente Geraldo Alckmin, que o acompanhou até a Base Aérea de Brasília. A presença do presidente brasileiro no G7 marca a retomada do engajamento do Brasil com o grupo e demonstra o posicionamento do país em assuntos internacionais.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Dentre os principais temas que serão abordados na cúpula, destacam-se a segurança alimentar, os problemas causados pela inflação e o alto endividamento das nações em desenvolvimento, ações de combate às mudanças climáticas, fortalecimento do sistema mundial de saúde e a guerra na Ucrânia. Esse último tema é prioritário para Lula, que busca organizar um grupo de países neutros para negociar um acordo de paz. O governo brasileiro também pretende defender a visão do país em relação à segurança alimentar e buscar consenso sobre esse assunto.

Além disso, Lula pretende abordar a crise econômica na Argentina durante o encontro. O presidente brasileiro busca apoio para que o Fundo Monetário Internacional (FMI) adote medidas que aliviem a situação financeira do país vizinho e ajudem a reverter a desvalorização do peso e a alta inflacionária.

A agenda de Lula no Japão inclui participação em três reuniões temáticas, além de encontros bilaterais com líderes de outros países. No sábado (20), estão previstas discussões sobre segurança alimentar, saúde, gênero e democracia. Já no domingo (21), os debates se concentrarão em questões ambientais, mudanças climáticas e transição energética. Além disso, os chefes de Estado e de governo visitarão o Memorial da Paz de Hiroshima, em um gesto simbólico de busca pela paz, prosperidade e desenvolvimento.

A presença de Lula nessa importante reunião internacional reflete o esforço do Brasil em fortalecer suas relações no cenário global, além de evidenciar a preocupação do país com questões fundamentais como a segurança alimentar, a crise econômica regional e a promoção da paz mundial.

Compartilhe
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- Advertisement -

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!