Relator da reforma tributária concorda em zerar alíquotas para itens da cesta básica nacional de alimentos

Decisão visa combater o possível encarecimento da cesta básica e promover justiça fiscal

Publicidade

Mais lidas

Em meio a críticas sobre um possível encarecimento da cesta básica, o relator da reforma tributária na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), concordou em zerar alíquotas para alguns itens. Os produtos serão incluídos numa cesta básica nacional de alimentos, definida por lei complementar, que terão isenção de tributos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A medida, que consta da versão final do relatório lida recentemente no Plenário da Câmara, visa criar a chamada “cesta básica nacional de alimentos”, abrangendo todo o território nacional. O autor do texto inicial da proposta, deputado Baleia Rossi (MDB-SP), também concordou com a iniciativa, considerando-a uma forma de promover justiça fiscal, já que os mais pobres pagam proporcionalmente mais impostos em relação aos mais ricos.

A decisão do relator é o desfecho de uma série de debates acerca do impacto da reforma nos alimentos destinados à população mais carente. No último fim de semana, a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) divulgou um relatório indicando que o fim da isenção de tributos federais sobre a cesta básica resultaria em um aumento médio de 59,83% nos preços dos itens.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Diante das preocupações levantadas, o secretário extraordinário da Reforma Tributária, Bernard Appy, prometeu apresentar cálculos que comprovem que a cesta básica não será onerada, durante a instalação da Câmara Temática de Assuntos Econômicos do Conselhão na última segunda-feira.

O deputado Ribeiro também destacou que tem enfrentado pressões de empresários, principalmente dos setores de cadeia produtiva curta, que serão afetados pela Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) e pelo Imposto sobre Bens e Serviços (IBS). No entanto, ele ressaltou que não recebeu nenhuma manifestação por parte dos consumidores e que os setores empresariais têm sido os principais atores no lobby contra a reforma tributária.

Com a concordância do relator em zerar as alíquotas para os itens da cesta básica nacional de alimentos, espera-se que a medida contribua para evitar o encarecimento desses produtos e promova um sistema tributário mais justo, beneficiando os mais necessitados. Agora, a proposta seguirá para os próximos trâmites legislativos em busca de sua aprovação final.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Conteúdo protegido!

 

Você não tem permissão para copiar/reproduzir nosso conteúdo!

Enviar mensagem
1
Fale conosco
Envia sua notícia ou denúncia para a nossa equipe de jornalismo!