Operação apreende R$ 300 mil em fazenda do prefeito de Tururu

A investigação apura supostas fraudes em licitações do Município, com esquema de falsificação de assinaturas e de associações irregulares

Imóveis do prefeito de Tururu, Raimundo Nonato Barroso (PSDB), no interior e em Fortaleza foram alvo nesta quinta-feira, 30, da operação “Caracol”, que desarticula suposto esquema de fraudes em licitações no Município. Além dos bens do prefeito, o prédio da Prefeitura do Município também foi alvo de batida da Polícia Civil do Ceará.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em ação organizada pela Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência do prefeito em Fortaleza e em uma fazenda sua em Tururu. No segundo imóvel, foi apreendida quantia de R$ 300 mil em dinheiro. A investigação aponta esquema de falsificação de assinaturas e de associações irregulares, a maioria envolvendo a Secretaria de Ação Social do Município.

Até agora, o Ministério Público do Ceará (MP-CE) ainda não revelou maiores detalhes da operação. A ação foi realizada por promotores da Procap, 18 policiais civis e um perito da Polícia Forense. Os mandados foram expedidos pela desembargadora Lígia Andrade.

Outro lado

Procurado pelo O POVO, o prefeito Raimundo Nonato disse “estar tranquilo” com a operação desta quinta. Ele disse ainda não saber exatamente do que está sendo acusado, mas negou qualquer irregularidade e disse que irá apresentar sua defesa no “tempo correto”. “Não sei exatamente do que se trata, parece que é uma denúncia antiga, de 2010”, disse.

“Está tudo ok, tudo tranquilo. Não tenho o que temer não, vamos ver o que eles analisam aí, e aí vou contestar, usar o direito de defesa”, disse. Na manhã desta quinta, o prefeito estava em Fortaleza, assinando convênios do Município com a Secretaria das Cidades do Estado.

Fonte: O Povo Online